Apelo à sociedade organizada

A desistência da administração municipal de substituir o Funrebom por uma taxa da Defesa Civil deixou o Corpo de Bombeiros numa situação complicada.

Militares ligados ao 5º Grupamento de Incêndio partirão agora para sensibilizar a chamada sociedade civil organizada e os vereadores. Talvez tentem sensibilizar até comunicadores, que criticaram a tentativa de substituir um tributo considerado ilegal pela justiça.
Talvez baste apenas torcer para que nada de ruim aconteça mais em Maringá, o que livraria a sociedade do pagamento de uma taxa para nos proteger, socorrer e reduzir riscos e desastres…

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>