Terça de debates

Quem gosta de debate pode aparecer na Universidade Estadual de Maringá na próxima terça-feira.

As três chapas que concorrem à reitoria da UEM têm debates agendados pela manhã e à noite, no Restaurante Universitário. Fustigada, a chapa de oposição tem encontrado dificuldades para explicar o pouco feito nesta gestão.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

4 pitacos em “Terça de debates

  1. Comunidade academica diz:

    Querem dizer a chapa da situação, não tem como justificar o que não fizeram?
    Verdade, estão agora correndo atrás, para fazer pracinhas para o DCE, maior comentário na instituição , gerou muita indignação. Para quem espera na fila.
    Enganando os trouxas?
    Não tem como não.

    São duas chapas de oposição dessa atual gestão.

  2. essa eleição da UEM está interessante, temos duas chapas onde os únicos argumentos são pedir pinico para o próximo governo achando que o próximo governo vai se sensibilizar e abrir as pernas, similar ao que as outras estaduais tentam fazer e só levam fumo e temos um chapa de peito que briga com os desmandos do governo e resiste até a morte…..pelo meu visto não é nem preciso pensar em quem votar….RESISTIR E LUTAR!!!

  3. as duas chapas de oposição estão indo muito bem obrigada,
    chapa 1, ótima, e chapa 2 muito boa!
    agora, OS ASPONES ESTÃO SE DEBANDANDO PARA AS OPOSIÇÕES, acreditam?
    Isso mostra que o $ está acima de tudo, do ensino, da educação.
    não precisa escrever mais nada.

  4. Muito bom. Será gravado, e ficará disponibilizado para os servidores alunos e para a população?
    Por que já vivemos situações de ter sido falado uma coisa, e terem feito outra.
    Então, se dizer algo, tem que ser seguido, para não deixar os servidores, em situações horríveis, como deixou essa gestão.
    São quatro anos de sofrimento, e isso não tem retorno nunca mais.
    Doenças, stresses, insatisfação, perseguições, está sendo muito ruim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>