Barracas permanentes?

Leitor questiona a quantidade de barracas (de pastel, cocada etc.) na área central de Maringá, nas proximidades da praça Raposo Tavares, e no Centro de Convivência Comunitária Renato Celidônio.

Questiona principalmente o fato de estarem lá fora das épocas de eventos, como as festas das Nações e da Canção, como se fossem permanentes. “Tem coisa aí”, desconfia.
O blog soube que a prefeitura está tomando providências em relação às barracas.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

14 pitacos em “Barracas permanentes?

  1. Isso é muito bom,melhor assim do que cheio de bandidos. Tem que fazer assim na praça napoleão Moreira da Silva,a praça da pernambucanas, aquilo não serve pra nada !!! Onde a sociedade ocupar os espaços,não tem lugar pra desocupados e ladrão !!!

      • Fazer errado para justificar outro erro? Vocês são CC para defender? Segurança se faz de outra forma.
        Por que não instala uma.dessas na Praça Raposo Tavares também?
        Quem sabe os nóia não somem de lá também?
        Ah. Mas na Praça da prefeitura eles não sumiram, né?
        Alguma coisa a ver com o fluxo de pessoas por causa da catedral?
        Eles tem alvará permanente?
        Não caberia ao MP dar uma verificada nisso?

        • Oh, colega….. acho que vc não entendeu nada….. ah, não sou cc não, viu…. nem moro em Maringá; só trabalho aqui e inevitavelmente tenho que transitar pelas praças tomadas pelos moradores de rua e viciados… nada mais.

  2. Maringá esta foda…… literalmente. É uma das cidades que mais recebe verbas federais e estadual, mas o desperdício e a falta de gestão é imensurável.

  3. Tem uma associação que se diz representante de uma categoria ´patronal que reclama das barracas, mas deveria sim é fiscalizar o seu setor tem irregularidades enormes.
    Colocar cercadinhos na rua para a população usar internet eles acham que pode, mas na verdade querem espaço para clientes, mas para jogar para a torcida aparece de paladina. Até Lei Rouanet foi utilizada por associado para fazer o quê ninguém sabe.

  4. classe média revoltado diz:

    Deixa o homem trabalhar, ocupar o espaço público, gerar renda, fazer a economia girar e vão implicar com coisa mais importante, tipo o mercado abrir no domingo que é dia santo, ops isso não é nada importante.

  5. Tiuzim da Roçadeira. diz:

    Tão pagando imposto? se estão tá certo. daqui a pouco vão querer proibir cachorrão porque enfeia as esquinas da cidade……falta de serviço…….eu tenho um terreno bom pra capinar se alguêm quiser?

  6. Os espaços PÚBLICOS foram licitados? Houve indicação ou concorrência para ocuparem? se não, está bem errado. Não se justifica alegando mais segurança

  7. E a gente aqui, pagando aluguel, recolhendo taxas e mais taxas junto à inúmeros órgãos (prefeitura, bombeiros, estado e outros)…
    É assim que vai matando o microempreendedor.

  8. País rico 8.a maior economia do mundo.
    Povo POBRE prá karai…..renda má distribuída.
    Violência a maior do mundo, morre mais gente atirada que numa guerra no oriente médio.
    E ainda discutimos picuinhas…
    Cadê a disposição do POVO prá mudar ?
    ACORDEM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>