PP negou CMO a Barros

Por que Ricardo Barros aproveitou-se de uma sessão do Congresso Nacional, que discutia suplementação orçamentária, para falar de algo político e que interessava somente ao PP? Possivelmente, porque ele percebeu que precisava caprichar para convencer seus colegas de partido.

Lembre-se que recentemente, logo depois de deixar o Ministério da Saúde, Ricardo Barros iria assumir o comando da Comissão Mista de Orçamento, mas na última hora o PP o deixou sozinho. Trocou-o pelo baiano Mário Negromonte Junior (foto). Barros ficou irritado.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

3 pitacos em “PP negou CMO a Barros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>