Ricardo Barros agora quer ser candidato a presidente da República

Em rápido pronunciamento da tribuna do Congresso Nacional, que realiza sessão para a votação do projeto de lei que abre crédito suplementar a vários ministérios, o deputado federal Ricardo Barros comunicou que colocou seu nome como pré-candidato a presidente da República.

Depois de sua fala, mensagem em redes sociais dirigidas a seus colegas de partido, passou a ser reproduzida. O texto da mensagem é parecido, mas não tem o mesmo teor da fala, que parece ter sido decidida na hora. Disse Barros da tribuna:
“Quero comunicar ao plenário, aos colegas parlamentares, que hoje coloquei meu nome à disposição do Partido Progressista para concorrer à presidência da República. Este é um momento muito importante, sr. presidente, que o Brasil passa. Há uma necessidade de organizar os partidos de centro, que buscam alternativas para encontrar, neste quadro do Brasil, gravíssimo, e aqui estamos discutindo orçamento e os senhores sabem não teremos recursos sequer para pagar o custeio das despesas públicas para o ano que vem sem emprestar recursos. Minha experiência como ministro da Saúde, onde pude atender a todos os srs. parlamentares, onde pude visitar a todos os estados brasileiros, a mais de 150 municípios, onde pudemos economizar R$ 5 bilhões, reaplicando tudo em mais serviços de saúde, nós entendemos que em função das dificuldades que encontram os partidos para definir seus apoiamentos, poderíamos colaborar oferecendo este nome, esta trajetória de 30 anos de vida pública, desde que eu fui prefeito da cidade de Maringá, eleito aos 28 anos, cinco mandatos de deputado federal, secretário da Indústria e Comércio do Paraná, uma trajetória que me permite colocar ao meu partido, que represento na seção do Paraná, que tem 4 deputados estaduais, que tem 5 deputados federais, que tem a governadora do Paraná, a progressista Cida Borghetti, trazer aos senhores esta reflexão, que faço internamente no meu partido, a quem comuniquei hoje dessa disposição, depois de longas e longas conversas que tenho feito há várias semanas internamente no partido. Mas fica aqui esta minha disposição, este meu desprendimento, de poder ofertar mais uma opção nesse quadro que passa o Brasil para que nós possamos ter a oportunidade de, numa ampla aliança de centro, oferecer ao Brasil uma nova opção para concorrer à presidência da República. Portanto, eu deixo aqui o meu pedido de apoio interno ao partido e posteriormente partiremos para as negociações com as outras legendas”.
O texto que circula por WhatsApp é este: “Caros colegas progressistas. Neste momento da vida pública brasileira, coloco meu nome à disposição do partido para uma candidatura à Presidência da República. Estou completando 30 anos de vida pública. Prefeito de Maringá – PR, cinco mandatos de Deputado Federal, Relator Geral do Orçamento da União, Secretário de Indústria e Comércio do Paraná, Ministro de Estado da Saúde. Uma trajetória de gestão eficiente e comprometimento no trato com o poder público. Tenho consciência que estamos próximos à decisão, mas também sei que há uma oportunidade de ocupar o espaço que ainda é procurado por diversos partidos que buscam uma candidatura de centro para apoiar. Peço a todos os progressistas que avaliem este gesto de desprendimento com o qual inicio este debate. Muito obrigado. Ricardo Barros – Deputado Federal”.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

14 pitacos em “Ricardo Barros agora quer ser candidato a presidente da República

  1. Antonio Conselheiro diz:

    Ricardo sendo Ricardo: lança o nome para depois negociar. Lembram-se que o irmão dele, Silvio, ia ser candidato ao governo do Paraná há 4 anos? Então, isso possibilitou ao RB emplacar a esposa de vice do Richa. O que ele pretende desta vez? Talvez ajeitar alianças para eleger a Cida governadora.

    • ambrosio brambilla diz:

      Nada disso, a articulação é nacional com reflexos para eleger a Cida, que aliás deve disputar somente com Osmar Dias, já que Ratinho Jr está se aliando a Osmar em um chapão.
      Já Ricardo se aliou ao Requião, quer dizer: O tempo de televisão do PMDB vem pra Cida.
      Quer dizer, que os Prefeitos que ora já são 50% apoiando Cida poderá aumentar e definir a eleição.
      Cida quando passou para 2 dígitos na pesquisa mudou o quadro eleitoral do Paraná.

      Falando em Pesquisas, não se esqueçam que apenas 30% definiram para quem vão votar, enquanto 70% ainda estão sem candidatos: Presidente, governador, Senador e deputados..

      Então, o Osmar tem 25% de 30% ou seja 7,5%

      Então: ninguém tem capital político, ou seja, essa campanha será de surpresas aos novos candidatos.

  2. É tão grande e vergonhosa a cara de pau desse sujeito que chega dar voltas o estomago, a vontade de vomitar nessa pessoa é muito grande.
    Sempre pregando as mesmas coisas, sempre tentando se vangloriar das merdas que faz.
    Sujeito pífio sem vergonha na cara.

  3. Sargento RR Tavares - Promotor Nacional de Polícia Comunitária diz:

    Ricardo tem todas as chances de ganhar o rumo da Avenida Presidente Prudente de Morais não é lá que fica o condomínio dos barros. Prestem bem atenção caso Bolsonaro seja eleito no outro dia o Ricardo vai estar batendo na porta dele pedindo um cargo ele fez assim com FHC – Lula – Dilma – Temer – é um pedinte contumaz de cargos políticos e não vai parar tão cedo e se não der certo ele pede para ser secretário municipal do Ulisses Maia ou sei lá o que mais ele é capaz de pedir ( Uma vez político eternamente político ) assim é a vida ! ! !

    • observador político diz:

      só passando para avisar que Bolsonaro foi do mesmo partido que Ricardo Barros durante anos e que só mudou de legenda pois o mesmo partido não deixou ele concorrer a presidência pela sigla.

  4. sem dinastias na nossa Maringá diz:

    tem ex-cc da cidade que está desesperado e esfrega as mãos para ganhar uma boquinha de cabo eleitoral e embolsar diárias pagas com dinheiro oriundos de…

  5. Pergunto: você que ficou quatro legislatura como DF e contribuiu para essa Câmara estar
    Nessa situação não merece nosso voto. Sua experiência deveria ter realizado muito mais coisas para o país. Você faz algumas coisas mas trabalha para se manter no poder e se beneficiar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>