Destino específico?

A propósito dos valores divulgados por Fernando Tupan (aqui), o blog levantou que R$ 9 milhões repassados por Cida Borghetti para Maringá referem-se a recapeamento asfáltico. E onde estão os outros R$ 26 milhões?

Os outros R$ 26 milhões, ao que tudo indica, devem ser para o Hospital da Criança, ideia do marido da governadora, Ricardo Barros, quando ainda era ministro da Saúde, e que ele credita à sua filha, a deputada estadual Maria Victória. A ‘conquista’ teve várias solenidades de assinaturas, incluindo uma (acima) em dezembro do ano passado, no Teatro Calil Haddad.
O hospital será construído – sem licitação – por uma ONG que já teve problemas com obras semelhantes em área inicialmente projetada para o novo Centro Cívico. Questionada a respeito pelo blog, a ONG não respondeu. Na prática, a obra servirá para alavancar empreendimento imobiliário do empresário Jefferson Nogaroli, depois de naufragado o Eurogarden.
O portal da transparência da Prefeitura de Maringá não informa repasse de recursos para a ONG Organização Mundial da Família, embora exista cronograma de pagamento desde o início do ano.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

5 pitacos em “Destino específico?

  1. Médico revoltado diz:

    MEU DEUS, não dão conta nem dos que já existem, a ala para tratamento de câncer infantil no hospital universitário da UEM continua parada, NÃO ATENDEU UM ÚNICO PACIENTE ATÉ HOJE…
    Quanto ao restante dos valores ou serão repassados para a dita ONG que com a certeza do sol que ilumina, solicitará muitos aditivos ainda para o dito “hospital” que será dado a iniciativa privada e construído com dinheiro público sair do papel. Ou está sendo gasto em querosene para abastecer o jatinho que ela desfila pelo estado. Essa mulher é uma vergonha para nosso estado, é difícil ter que saber qualquer notícia dela, é tanto incompetência que chega dói os olhos.
    Faça um favor ao que resta de sua dignidade e faça algo de útil, INCOMPETE!
    Grato.

  2. Tiuzim da Roçadeira. diz:

    O local é inadequado para um hospital, esse mesmo local serviria para outros empreendimentos que poderiam absorver a pista do aeroporto e tb ser utilizado para eventos que trariam renda e alavancariam a estrutura hoteleira, restaurantes e público…..mas o olhar dinheirista de uns atrapalha o crescimento da cidade. Aliás hoje ninguem dos Barros tem domicilio nem convivio com a cidade, todos estão voltados para a capital e seus interesses.

  3. por falar em 26 milhões, aonde estão os 25 milhões que o procon tinha, o Ulisses cansou de falar que tinha esse dinheiro para construir a nova sede do procon, essa grana sumiu?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>