Sobrou para o ipê

Não contente em fazer romaria até o Tiro de Guerra, um grupo que é contra a democracia agora fixa seu pedido de intervenção militar até em árvore do canteiro central da avenida Mandacaru, em Maringá.

Árvore, como lembra leitor, é um bem público, e o ipê a árvore-símbolo de Maringá.
A frase, aliás, ganhou um acréscimo contraditório “Queremos intervenção cívico-militar já!””.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

3 pitacos em “Sobrou para o ipê

  1. Isso é crime ambiental, degradação da planta, poluição visual do passeio público e principalmente apologia a anarquia…
    Cadê a polícia para tomar as providências cabíveis?
    ISSO É UM ABSURDO, REVOLTANTE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>