Pode isso, Arnaldo?

Um amigo pede minha opinião sobre um servidor comissionado (subsídio), que assumiu em outubro e está na Rússia acompanhando a Copa do Mundo.

Respondi: Não tenho conhecimento de fato, mas acredito que o referido servidor, a se confirmar, que saiu antes de completar um ano no cargo, deve ter adquirido o pacote antes de ser convidado e para não perder, antecipou férias, ou pediu uma licença sem remuneração. Não acredito que haja prejuízo para o serviços, considerando que os demais servidores do órgão, são altamente capacitados, e podem suprir a ausência do titular.
A propósito, outro amigo disse-me que haveria secretário que viajaria muito, em função de suas atividades na iniciativa privada, das quais não teria se afastado, apesar de ocupar um cargo de suma relevância. Inclusive teria viajado recentemente para Portugal, salvo engano.
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

5 pitacos em “Pode isso, Arnaldo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>