Vereador nega-se a assinar intimação

A Comissão Processante da Câmara de Maringá, aberta no ano passado para investigar três denúncias de falta de decoro parlamentar contra o vereador Homero Figueiredo Lima e Marchese (Pros), foi notificada da decisão do Tribunal de Justiça do Paraná, que cassou a liminar que suspendeu os trabalhos da CP.

Os trabalhos, confirma o presidente William Gentil, foram retomados de onde haviam parado. A CP expediu, portanto, intimação ao vereador para que apresenta suas alegações finais no prazo de cinco dias corridos, conforme o Regimento Interno do Legislativo.
O vereador, segundo os funcionários que assessoram a Comissão Processante, recusou-se a assinar a intimação. Novas tentativas serão efetuadas pelos funcionários até que a intimação esteja concluída e o prazo se inicie. A foto é da oitiva do vereador, acompanhado de advogado.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.