O concreto prevaleceu

A cena continua sendo comum em Maringá, diz leitor que enviou a foto. Trata-se do contraste entre o verde e o concreto.

Na avenida Cerro Azul com rua Felipe Camarão, na Zona 2, mais uma farmácia será inaugurada. Durante sua construção o estabelecimento não contemplou nenhum espaço no passeio público para o plantio de árvores.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

11 pitacos em “O concreto prevaleceu

  1. Falhando em área verde e concreto, vemos que a atual administração pública ao realizar a construcao da ciclovia na Gastão Vidigal não contemplou o verde, pois faltouconcretarr as árvores. E eu que pensei que o rei do concreto era o Silvio Barros em sua administração. Fazer o que fizeram com as arvores é um crime, seria melhor cortá-las, porque grama só no microscópio.

  2. A minha solução é simples amigos ,vamos criar um grupo no watzap pra não comprar nada de quem cortar ou não repor a árvore em frente seu estabelecimento ,que tal comprar a briga Ulisses 2020 ta chegando e serão milhares de votinhos ecológicos …

  3. Nossa prefeitura tem muitas leis……
    Mas nao fiscaliza….
    Nao quer arrecadar, so fiscalizar !
    Barzinhos, casa de festa com som muito alto…. e por ai vai….

  4. Falando em verde e concreto, o que esta atual administração pública fez com o canteiro central na Gastão Vidigal ao construir a ciclovia foi um crime ambiental. Deixar as árvores naquela condição, seria melhor cortá-las. E eu que pensei que a administração Silvio Barros era o rei do concreto. Mas enfim ninguém está preocupado com o meio ambiente mesmo.

  5. Alisson Ferreira diz:

    Rigon, já sugeri pra vc uma vez, devido a sua reputação, inicie uma campanha pelas redes para que o consumidor boicote esses estabelecimentos. Seria interessante uma entidade formal, como OAB ou UEM iniciar, mas eles não teriam coragem.
    Assim a gente não fica dependendo do poder público para cuidar da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>