Sobre a documentação interna

Em contato com o blog, o vereador Paulo Rogério do Carmo observou que o juiz Loril Leocádio Junior, da 137ª Zona Eleitoral, solicitou toda a documentação de sua saída do PR não ao Partido da República, onde estava filiado e sim ao seu suplente, dr. Jamal, que é filiado ao PSL.

Como alguém que não é filiado a um partido político pode apresentar documentos internos deste partido? O que pode parecer estranho aos leigos seria um pedido lógico do ponto de vista jurídico, pois feito ao exequente, ao autor do requerimento que pede o mandato por infidelidade partidária.
Mas ainda restam dúvidas: o Partido da República, pergunta-se, vai fornecer toda a documentação (que é interna) da expulsão do seu filiado? Se ele não fornecer a suposta irregularidade some no éter, desaparece?

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

3 pitacos em “Sobre a documentação interna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>