Justiça Eleitoral barra Amastha

O Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins negou ontem, por 5 votos a 1, o registro da candidatura do ex-prefeito de Palmas, Carlos Enrique Franco Amastha (acima, com a governadora Cida Borghetti), ao governo daquele estado pela coligação “A Verdadeira Mudança” (PT/PTB/Pode/PSB/PCd B), nas eleições suplementares 2018 marcadas para 3 de junho.

Em março, o TSE cassou o mandato do governador Marcelo Miranda e da vice Cláudia Lelis.
De sete postulantes, dois tiveram as candidaturas deferidas. No caso de Amastha – que é muito ligado à família Barros e que esteve recentemente em Maringá participando das comemorações de aniversário do Aspen Park, do qual foi empreendedor -, a alegação para o indeferimento do registro é que ele ficou na Prefeitura de Palmas até 3 de abril passado, quando deveria ter renunciado pelo menos seis meses antes da eleição. Amastha disse que vai recorrer.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

7 pitacos em “Justiça Eleitoral barra Amastha

  1. Ué … mas, a descompatibilização de cargos antes de 06 meses, não se deu em abril deste ano? Ao menos, com governadores a exemplo o Richa, o Alckmin, entre outros, pelo que sabemos, foi esses dias … não defendendo o colombiano aê, mas, me parece que ele está certo …

  2. Ricardo Barros emplacou na prefeitura de Palma-To o ex diretor da seplan João Willian, (esse que fez reunião para falar que não era para levantar da mesa antes das 11 e 30 e antes das 17 horas, pois estava roubando minutos da prefeitura, se saísse antes, a ex recepcioniista anotava e levava tudo para ele) e também o ex secretario Petrucci.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>