Poda radical

Na rua Lafayete Tourinho, próximo à avenida Brasil, no Maringá Velho, as três árvores do passeio público ficaram sem folhagem.

A rua, por sinal, tem o mesmo sobrenome do promotor do Meio Ambiente, professor José Lafaieti Barbosa Tourinho.
Abaixo, o local em julho passado, graças ao Google.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

9 pitacos em “Poda radical

  1. Desculpe minha ignorancia, mas os “pica-paus” diga se marginais das árvores de Maringá, cortam as árvores e deixam um tanto bom do tronco dela porque? Porque se forem pegos nao se caracteriza corte e sim de poda?

    Rigon, acredito que o senhor deveria pegar mais no pé desse assunto, fazendo uma postagem do tipo dessa por dia, pois aposto que a população Maringaense odeia isso! A beleza natural da nossa cidade são as árvores, e os gananciosos estão acabando com elas e não há uma fiscalização pra inibir isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>