Cobrança na colação de grau

Uma faixa se destaca nesta noite, na solenidade de graduação da UEM no parque de exposições de Maringá, onde acontece a entrega de certificados de conclusão de 24 cursos a mais 721 formandos.

A faixa cobra da instituição o resultado da apuração de um processo de professor abusador.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

4 pitacos em “Cobrança na colação de grau

  1. Temos que levar mais faixas dessas nas colações de grau perguntando sobre as fraudes nos concursos para professores efetivos comandadas pelos marajas dos departamentos da UEM.

    • É verdade, uma hora essas merdas que acontecem nos concursos virão a tona. Uma hora o MPE, MPF ou até mesmo o Fantástico da Globo surgirá com uma denuncia das falcatruas que acontecem em muitas universidades públicas na seleção de professores e funcionários no concursos públicos. Só entra quem eles (marajás) querem, não entram por mérito!

  2. Eu posso dizer qual foi o resultado.
    Fui testemunha em um dos casos. Contribuí com o processo testemunhando a favor de uma aluna que sofreu nas mãos de um dos professores.
    Resultado:
    Os caras estão de boa e nós (todos) que testemunharam, estão recebendo nesse exato momento, intimações. Em outras palavras, estamos sendo processados pelos professores denunciados.
    Essa é a resposta que deveria estar ali.
    Att.
    Richard

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>