Ministro da Saúde erra ao falar sobre a situação da febre amarela no RJ

De Gisele Barros e Marlen Couto, em O Globo:

Em entrevista coletiva, na manhã desta terça-feira, o ministro da Saúde Ricardo Barros fez uma série de comentários sobre a febre amarela no Brasil. Contudo, Barros errou ao falar sobre a situação da cidade do Rio de Janeiro e exagerou ao dizer que a doença, este ano, “está bastante controlada”, em comparação com o mesmo período de 2017.

O ministro também negou qualquer relação entre o surto de febre amarela em Minas Gerais e o rompimento da barragem da Samarco, em Mariana (MG), em 2015. Leia mais.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

3 pitacos em “Ministro da Saúde erra ao falar sobre a situação da febre amarela no RJ

  1. é… lá na Barroslândia deve estar mesmo SUPER-CONTROLADA!!!
    a única coisa que esse merda controla são os tontos que apoiam ele e a familhagem instalada na política brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>