A administração vai ousar?

A interinidade do professor Edson Scabora termina hoje e no retorno de Ulisses Maia, na segunda-feira, deve se definir o reajuste do transporte coletivo, acordado há mais de uma semana. O subsídio à tarifa, que estaria em estudos, é uma ousadia que a administração poderá tentar mais à frente.

Com o subsídio, como faz São Paulo e outras cidades, seguindo o exemplo de países desenvolvidos, toda a sociedade ajuda a custear o preço do transporte, pois ao final das contas todos são beneficiados – e, logicamente, o usuário cotidiano sai ganhando.
O subsídio não é para a concessionária do transporte coletivo, e sim para manter gratuidades como a do passe livre para estudantes e idosos. Estima-se que subsidiar os quase 30% de gratuidade atual do sistema poderá fazer a tarifa ficar abaixo dos R$ 2,90.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

15 pitacos em “A administração vai ousar?

  1. Não vejo em que serei beneficiado com o subsidio no transporte, optei em morar perto do trabalho mesmo o aluguel sendo mais caro, vou para o centro da cidade a pé ou de bicicleta, pago plano de saúde mesmo sendo descontado em meu salário a previdência, pago van para levar meu filho a escola, remédio nunca tem no posto de saúde, etc, etc e ainda terei que contribuir no transporte de outras pessoas, os impostos é para saúde, escola, manutenção da cidade. não concordo.

  2. “Subsídio”…………..isso alimenta a corrupção e distorce os preços, quem fiscaliza quantas pessoas passam na catraca, quem negocia com o dono da empresa de onibus…….acho mais prudente o município assumir o sistema de uma vez igual cuba, venezuela …….tudo de graça……..cada idéia…….só pode vir de quem está acostumado a mamar nas tetas do estado.

  3. Sou contra o subsídio, pois do couro sai a correia logo de algun lugar sairá este dinheiro e quem vai pagar seremos nós trabalhadores, portanto o município deveria assumir o transporte público, ai ficaria melhor, todos sabemos que as empresas superfaturam os gastos para manter a passagem com preços altos. Bom é aquele que dá o que é seu não aquele que tira o chapéu alheio para dar a outrem. Pense nisto.

  4. da seduc cc de carrteira diz:

    ontem estava no terminal ouro preto – AQUERLE DA MORANGUEIRA( obra inicada em geStao pupum barros e ate hoje inacabado e sem previsao de termino- ´palavra dee cc da administraçao ulisses) estava la reunido na rua seis. isso exatamente seis profissionais com a planta para estudo do tal terminal…. pergunta…. essa equipe pifia ainda tem de ir com papelada e tudo mais pra estudar? quando essa obra terminara quando for vespera de eleicao…. me engana que eu gostos.. vamops comemorar no nALTAl ou VAMOS COMEMORAR no CARNAVAl e esquecer obras em maringa?I .. ESQUECeram o CIDADAO CONTIBUINTE DE IMPOSTO

    • voce vai ver a merda que vai dar no momento em que colocar os semaforos da praça para funcionar, papel, engenheiro, secretários e demais não vai dar conta da confusão. Ainda só esta um terço dos semaforos instalados na praça, e mesmo assim estão no amarelo continuo, porque se fechar da rolo, e se abrir da rolo também.

  5. Temos que continuar votando em pessoas que nunca teve mandato político para limpar essa corja de viciados em corrupção e em 2020 temos que eleger outro prefeito, pois esse aí já mostrou de cara a que veio, é um alienado e seguidor dos costumes da velha política.

  6. Apesar da cidade dar conta da obrigatoriedade de matrícula do infantil 4 e 5, o prefeito quer fazer valer o direito da criança de acesso à educação na modalidade creche, que vai até 3 anos, mesmo sem a obrigação de ter vagas.
    Se não consegue suprir pelo meio público, que faça pelo meio privado.
    Criança não para de nascer e criança não para de chegar de outros lugares, a cidade não consegui segue acompanhar o crescimento demográfico na mesma velocidade.
    Mais que justo.

  7. Transporte é saúde, segurança e qualidade de vida. Em Maringá quem paga o subsídio do estudante e idoso é o passageiro que usa o transporte coletivo ex Usuário de um bairro pobre longe do centro ajuda a pagar o transporte de um estudante do Nobel, Platão, Regina Mundi Instituto…..Não é justo! Toda a sociedade é responsável pelo transporte público portanto subsidiar o transporte através da prefeitura é tirar essa injustiça cometida com o usuário que paga sozinho esta conta.

  8. Aqui no bairro Léa Leal, JD. Dourados, JD. Tupinamba e fundos da Vila Morangueira, estamos praticamente com ruas sem saídas e ilhados, porque o secretário da Semob, não quer fazer voltar a Rua 28 de junho, com mão dupla e não mão única, como fizeram, essa rua desafogava o trânsito para vários bairros da cidade, sem contar que virou uma pista de corrida, por não ter nenhum tipo de redutor de velocidade !

  9. Já subsídio creches para muitos que podem pagar, saúde para muitos que não cuidam dá própria saúde, vale alimentação do servidor público, aposentadoria de servidor que tem muito potencial para continuar trabalhando. Agora vou ter que subsidiar támbem transporte coletivo. É acho que tenho que arrumar mais um emprego porque dois não vai dar conta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>