O risco da política do conflito

Há quem se preocupe com a ocorrência de confusão, no próximo sábado pela manhã, defronte a Câmara de Maringá.

Às 9h30 foi agendado o lançamento de um comitê pró-Lula, iniciativa do Partido dos Trabalhadores com apoio de outros partidos políticos e de entidades reunidas na Frente Brasil Popular. Os senadores Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB) são presenças confirmadas, além de outros nomes ligados à esquerda, em especial os que defendem o ex-presidente da República.
Um outro evento, às 9h, pela prisão de Lula, foi então convocado pelo Facebook por pessoas que se referem aos organizadores e simpatizantes do lançamento do comitê, incluindo os senadores, como “pilantras”. “Vamos escorraçar esses vagabundos da nossa amada Maringá”, diz o convite na internet, que tinha até esta tarde mais de 60 confirmações de presença. Na internet, a organização é creditada ao grupo Patriotas de Maringá, que em 2017 promoveu a vinda à cidade do deputado federal Jair Bolsonaro. A justificativa é de que os organizadores do ato pró-Lula passaram a divulgar que “Maringá se levanta contra a cassação de Lula”, como se a maioria dos maringaenses fosse contra a condenação do ex-presidente.
Há quem acredite que o tom belingerante aumente (o evento do PT foi marcado primeiro, com reserva do plenário do Legislativo para cerca de 300 pessoas; o segundo está sendo divulgado para a frente do prédio) e descambe para o tumulto e até para a violência. Apesar de muita gente duvidar da falta de mobilização de setores da direita e da esquerda locais, em momento que política chega a enojar, precaução é sempre bom, especialmente quando há escassez de bom senso. Talvez seja este o momento de as autoridades da área de segurança pública passarem a acompanhar o caso, sob pena de arrependimento.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

15 pitacos em “O risco da política do conflito

  1. O MARINGAENSES não se levantam contra a prisão do LULALADRÃO. Os MARINGAENSES se levantam à favor da LAVA JATO, os MARINGAENSE se levantam à favor do Juìz SÉRGIO MOURA, os MARINGAENSES se levantam à favor da JUSTIÇA!!! FORA PT, FORA REQUIÃO, FORA LADRÕES!!!

  2. Sargento RR Tavares - Promotor Nacional de Polícia Comunitária diz:

    Eles não vão intimidar a ” Justiça Brasileira ” nem pela força e nem pela barbárie às forças de segurança existem para garantir o cumprimento da “LEI” e da “ORDEM” não importa se seja a direita o centro ou a esquerda ninguém está acima da “LEI” muito menos o Senhor Luiz Inácio Lula da Silva – “Dura Lex, Sed Lex” – “A LEI é dura porém é a LEI”

  3. Sargento RR Tavares - Promotor Nacional de Polícia Comunitária diz:

    Dentro do programa “Paraná Seguro” a cidade de Maringá vai receber um reforço especial na segurança pública uma unidade da Tropa de Choque da Polícia Militar está programada para estar na cidade neste final de semana coincidindo com a baderna que os esquerdopatas querem fazer por aqui correm boatos que pode haver quebra quebra
    http://blogdosargentotavares.blogspot.com.br/2018/01/dentro-do-programa-parana-seguro-cidade_8.html

    • Espero que isso sirva, também, nobre funcionário público, que deveria cuidar de TODOS, e não ter lado, e que a tropa de choque também esteja atenta a baderna dos direitopatas … afinal, imbecis tem de todos os lados, inclusive do lado da Polícia … um traque vira tiro … e aí tá feita a bosta …

  4. Os dois lados estão errados. Começa que uma ignorância puxa a outra.

    Convenhamos que o PT vir a Maringá para um evento contra um maringaense nato, de projeção nacional e motivo de orgulho para muitos locais, num momento desses, é arriscado.

    Sérgio Moro só é vilão no imaginário da esquerda. A exemplo do ditador Nicolás Maduro, a militância discursa que qualquer obstáculo ao seu projeto de poder é colocado pela CIA, num complô imperialista norte-americano. Milhares de blogs e perfis de petistas nas redes sociais colocam Moro como um agente da CIA infiltrado no país. É absurdo, mas é o mesmo tipo de gente que acredita na honestidade do Lula. Também é o mesmo tipo de gente que defende os regimes de Cuba e Venezuela.

    Em contrapartida, para um pessoal que se radicalizou contra os radicais da esquerda, Sérgio Moro não é uma pessoa certa na hora certa, mas um super-herói.

    Visões apaixonadas resultam nisso aí que você falou. Se não tiver plano de segurança, os dois lados podem entrar em conflito.

    • E no devido processo legal? E utilizando-se do direito para analisar a sentença condenatória? E dos mais de “mil” análises de juristas renomados como Celso Antonio Bandeira de Mello, afirmando que a sentença é pífia, eivada de falhas, sem provas, e contra a constituição federal e as normas de Direito? Continua sendo visões apaixonadas? Creio que não … abre um precedente muito forte a penalizar qualquer que seja, desde que um Juizeco queira, e pronto …

      A luta é diferente, amigo … é a favor das GARANTIAS FUNDAMENTAIS elencadas na CONSTITUIÇÃO FEDERAL … seja ela a quem for … EU nasci aqui e estudei na mesma universidade do Moro, inclusive, no mesmo curso … e defendo o estado de direito, a CF/88 e nossas normativas legais que tanto lutamos para conseguir …

      E.T. – Eu não vou nas manifestações, seja de que lado for … estarei na IGREJA nesse horário.

  5. Quem veio provocar os maringaenses são estes pentelhas (Gleice e Requião). Vieram mexer com quem estava quieto e pregar os seus conhecidos discursos de ódio e conflito. Se acontecer algo dia 13 será de exclusiva culpa destes irresponsáveis.

  6. Ignorem estes baderneiros. vamos ficar em casa e esperar o julgamento marcado para o dia 24. depois é só ir para a galera. estará inelegível para as eleições de 2.018. abram as apostas. ahahahahahahahahahahahahahah. a pena vaio ser maior. Sergio Moro foi maleável.

  7. No ato vai estar presente Rodrigo Tacla Duran, Sergio Moro e Carlos Zucolotto, o primeiro fará uma explanação da sua delação premiada e pedirá de volta os U$ 5 milhões que o advogado extorquiu por fora. Na verdade tentou extorquir, mas se deu mal e estão com o rabinho entre as pernas. A casa tá caindo lá em Curitiba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>