Mensagem de Natal

Recebi de um ‘amigo’, dos muitos que fizemos nesses cerca de 10 anos de trabalho voluntário, em defesa dos maringaenses, mensagem que reproduzo: ‘É Natal…Cristo veio ao mundo para tocar os intocáveis, abraçar os inabraçáveis, reconciliar os irreconciliáveis, perdoar os imperdoáveis, acolher os inacolhíveis, visitar aqueles a quem ninguém se importava.

Neste Natal, Jesus quer intervir em sua vida para te dar a paz, o amor incondicional, o perdão, a cura de todas as feridas emocionais e a felicidade que tens procurado. Você que tem tentado do seu jeito, neste Natal comece a tentar do jeito que Jesus ensinou. Se você tomar a decisão de segui-lo, certamente a melhor história da sua vida está por vir.Feliz Natal e um 2018 de paz e realizações’. (sic)
Minha resposta (Akino): É ‘protocolar’ agradecer e retribuir mensagens assim, mas gostaria de o fazer com algumas modificações: Jesus Cristo, o idealizador e Governador do Planeta Terra, resolveu, numa época muito conturbada da Terra, depois de algumas tentativas frustadas, com alguns enviados, vir ‘pessoalmente’ (encarnou-se), para nos ajudar e simplificou as Leis Divinas, resumindo em: Amar a Deus, acima de qualquer coisa e ao próximo, como a si mesmo. Eu tenho feito um esforço e já consegui, penso, amar a mim mesmo, e tento de todas a formas amar todos os próximos, pois assim o fazendo estou amando a Deus, acima de qualquer coisa. Por amar, entendo que é desejar o melhor para todos, não nutrir sentimentos de inveja, vingança, e ajudar na medida do do possível. Não é preciso sair abraçando e beijando todo mundo, dizendo que ama. Vamos ser sincero, há alguns irmãos que ainda são dificeis, por problemas diversos, alguns emocionais, mas mesmo a esses procuro perdoar. Mas não existe o perdão sem resgate e todos que praticar atos contrário à lei, devem pagar por isso, não como simples castigo, mas como um forma pedagógica de não voltar a pecar. Por isso entendo racional da lei da reencarnação. Mas existe a lei do livre arbítrio, o seja a liberdade de escolha entre o bem e mal, que todos temos. Jesus não conseguirá curar a ninguém que não queira. Sem reforma íntima, se mudança de vida, ou conversão, para usar uma expressão religiosa, ela nada poderá fazer. E não é esse o propósito. Jesus não veio para salvar, veio para dos dar os caminhos, o ‘manual da salvação’, que está contido nos evangelhos.
Isto posto, agradeço e retribuo os votos, desejando que o amigo e todos vençam o maior inimigo de todos nós, nós mesmos. Analisemo-nos: Somos invejosos? Vençamos esse vício. Inveja, só no bom sentido, para tentar fazer o mesmo que os bons, os justos, os honestos. Aprendamos os erros para não repeti-los.
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

Um pitaco em “Mensagem de Natal

  1. Hoje é o dia …

    “Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.”
    (Is 55.6)

    Um dos sentimentos mais atormentadores na vida de um ser humano é o remorso. E o que é o remorso? O remorso é um sentimento de culpa por ter cometido algum mal ou pecado, mas sem produzir mudança. É como se fosse impossível de se voltar atrás e reparar o dano. A diferença entre remorso e arrependimento está nesse ponto: quando eu me arrependo, eu tenho condições de mudar a situação. O arrependimento gera mudança, enquanto que o remorso traz somente mais condenação à pessoa.

    Existe uma canção que de um certo ponto de vista é bem interessante, ela nos faz pensar a respeito da nossa vida. Ela diz que se soubesse que a vida seria assim e passaria tão rápida, ela amaria mais, abraçaria mais as pessoas queridas, sorriria mais, passaria mais tempo com as pessoas amadas. Isso é uma realidade. Quantas vezes brigamos e discutimos com as pessoas que mais amamos por nada ou quase nada. Quantas vezes não convivemos com aqueles que mais amamos por “falta de tempo”. Um dia tudo isso vai passar e quando passar sobrará o que? Voltamos aqui no ponto de remorso e arrependimento. Você sente remorso de alguma coisa que você fez em sua vida? Ou você está arrependido e pronto para mudar essa realidade em sua vida?

    As palavras do profeta Isaías nos fazem parar e pensar a respeito do nosso relacionamento com Deus. É um alerta do profeta para todos nós. Hoje é dia de buscar o Senhor, porque Ele ainda pode ser achado. Enquanto estivermos vivos nessa terra sempre será um tempo oportuno de buscarmos por Ele. Enquanto estamos vivos podemos nos arrepender e nos voltarmos para Ele. Enquanto estamos vivos podemos escolher entre sentirmos remorso e nos arrepender. Se eu passar a vida toda somente me culpando por não ter buscado ao Senhor enquanto Ele poderia ser achado, nunca O acharei. Mas, por outro lado, se eu resolver mudar essa questão em minha vida, me arrepender e correr em direção a Ele, minha vida será transformada.

    Invocai-O enquanto está perto. Deus hoje está a uma distância de alguns centímetros de você. Ele está batendo na porta do seu coração desejando entrar e mudar sua vida para toda a eternidade e a única coisa que você tem que fazer é dar essa “chance” para Ele se mostrar a você. Essa distância corresponde à separação entre seu coração e sua boca. Agora mesmo Ele pode estar batendo na porta do seu coração; qual será sua reação? Abra sua boca e permita que Ele entre e mude esse sentimento em seu coração. Chega de remorso; arrependa-se e deixe-O entrar em sua vida.

    Existirá um diaem que Deusnão poderá mais ser achado. Um dia que Ele não estará mais perto de você. Esse dia será o dia da separação eterna de Deus. Aqueles que se arrependeram ainda nessa terra e se voltaram para Ele, estarão bem pertinho dEle eternamente no céu, mas aqueles que apenas sentiram remorso e culpa pelos seus pecados e não abriram seus corações para Ele, sentirão remorso e culpa por toda a eternidade, no inferno. Você pode pensar: mas Deus que é amor, seria tão cruel assim com as pessoas? Pense comigo: Ele já providenciou todo o perdão e vida nova para cada um de nós. Somos nós que não estamos aceitando essa oferta de amor pelas nossas vidas. Deus está desejando entrar em nossas vidas e nos libertar de todo o peso do pecado. Ele enviou seu Filho Jesus para morrer por nós e quando não aceitamos esse “presente” de Deus, Ele é que é ruim e cruel? Não, não é verdade. Nós é que não reconhecemos e valorizamos o sacrifício de Jesus na cruz por amor a nós.

    Como você está hoje? Você está correndo para Ele ou correndo dEle? Hoje ainda é dia desse encontro maravilhoso: você e Ele e sua vida nunca mais será a mesma. Um dia eu li uma definição a respeito de céu e inferno que é bem objetiva e clara: céu presença de Deus; inferno ausência de Deus. Onde você vai preferir passar toda a sua eternidade? Em um lugar onde a Bíblia nos relata que não haverá mais choro, nem lágrima, nem morte, mas muita paz e alegria porque estaremos diante dEle ou em um lugar em que a Bíblia também nos fala que será um lugar de choro, tormento, angústia e aflição, sem a menor chance de se mudar essa realidade? O inferno é um lugar sem esperança.

    Se você ainda não entregou sua vida aos cuidados de Jesus, faça isso agora mesmo, enquanto você pode achá-LO e enquanto Ele está perto.

    (Pr. Marcelo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>