No aguardo da solução

Leitor envia a foto do alagamento ocorrido hoje na avenida Alexandre Rasgulaeff, entre os jardins Real e Imperial, e lembra que situação semelhante acontece todas as vezes que chove também defronte a Associação dos Funcionários Municipais de Maringá, na avenida Morangueira.

“Sei que os problemas são antigos, não começaram na atual gestão, mas espero que sejam solucionados ainda nesta gestão”, comenta.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

3 pitacos em “No aguardo da solução

  1. AIRTON KEIJI UEDA diz:

    Lá sempre foi assim. Não há vazão suficiente para o volume de água e há entulhos no córrego que impedem que as águas corram normalmente. Um dos motivos: população não deixa área permeável suficiente em seus terrenos, e a água corre livremente pelas avenidas, levando lixos e desaguando diretamente nos córregos, em volume superior ao projetado para suportar com tranquilidade, com acúmulo de lixos junto com a galeria de água pluvial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>