Vereadores podem exercer a advocacia?

A resposta a esta pergunta é sim. Pelo menos, pelo que sabemos, Flávio Mantovani, Do Carmo e Homero Marchese, exercem.

Salvo engano, só os integrantes da Mesa Diretora não poderiam exercer. Assim sendo, pergunto. O vereador Jean Marques pode exercer advocacia? Parece-me que sim. Se ele fosse contratado para elaborar petição ou resolvesse fazer sem honorários, obviamente que poderia.
E onde quero chegar? O vereador Homero Marchese teria acusado o colega de ser o autor da peça com a denuncia protolocada pelo PV e teria apresentado ‘uma perícia’, onde um suposto perito teria verificado que haveria similaridade de estilo, entre uma peça elaborada por Jean, como advogado e o texto da denúncia.
Jean, enfaticamente, da tribuna, na sessão de hoje, desmentiu. Mas, e se fosse? Teria algum problema? Se fizesse, seria o advogado Jean, não o vereador. Aliás essa separação entre o advogado e o vereador ficou muito difícil de fazer no processo em que o advogado Homero foi o defensor do vereador Homero, na maior parte do tempo. Fico com a impressão que foi mais um factoide e uma tentativa de atrasar o processo, como bem disse o vereador Jean Marques.
PS: Quem foi o perito? Por que a curiosidade em saber?
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

7 pitacos em “Vereadores podem exercer a advocacia?

  1. Por isso que eu penso que vereador não deveria ter salário, assim como os demais cargos e funções politicas para ajudar a administrar a cidade. Assim caberia cada um a exerce suas verdadeiras profissões e fazer da politica sua profissão. CAMBADA!!!

  2. Mr. Mangabeira Unger diz:

    Como juiz da causa, OBVIAMENTE que não poderia redigir a peça acusatória. Há muito as funções de julgar e de acusar passaram a ser exercidas por órgãos distintos. Nem eleitor de Maringá eu sou, mas pelo pouco que entendo de política, a impressão que tenho até aqui é que essa ideia fabulosa está surtindo o efeito contrário. Veremos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>