Nossos ‘camisas pretas’

Celso Nascimento lembra algo interessante e que nos remete à turma de plutocratas que, vestidos com camisas pretas, conseguiram na base da pressão reduzir o numero de vereadores de Maringá de 21 para 15.

Explica o jornalista curitibano, apontando que camisetas pretas costumam receber Jair Bolsonaro em suas andanças, que “camisas pretas” é como eram conhecidos os seguidos de Mussolini, o duce da Itália fascista, aliado de Hitler.
No final de outubro, camisas pretas, conforme solicitado na convocação, reuniram-se defronte a Câmara de Maringá num ato de apoio ao vereador investigado Homero Marchese. Bem…

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

4 pitacos em “Nossos ‘camisas pretas’

  1. Poeta da Política diz:

    diz-se que a história anda em círculos, prefiro falar que anda em aspirar e estamos, ara muitas pessoas, no momento em que ela, mesmo evoluindo com o tempo, está voltada par trás. Somente quem não viveu estes momentos de autoritarismo empenha forças para v~e-lo de volta. Depois, se tudo dá errado, guarda a camisa no fundo do guarda-roupas e fia quietinho, como fizeram os camisas amarelas do golpe da Dilma.
    Fácil fazer política sem assumir as consequências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>