Excesso de álcool na gasolina faz posto receber multa em Maringá

Um posto revendedor de combustíveis, na zona leste de Maringá, foi multado em mais de R$ 65 mil, dias atrás, pelo Procon.
O teor de álcool na gasolina estava acima do estabelecido pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A desconformidade foi confirmada em teste feito pela Universidade Estadual de Maringá, com contraprova. O estabelecimento, que até recentemente tinha um dos preços mais baixos da cidade, ficou alguns dias com a bomba lacrada.
PS – Trata-se de um posto da Rede GP, que fica na avenida Guaiapó.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

18 pitacos em “Excesso de álcool na gasolina faz posto receber multa em Maringá

  1. Uai, cadê o nome do posto? Se ele já foi multado pelo Procon então não há razão legal alguma para deixar de citar-lhe o nome para nós consumidores sabermos de quem se trata. Só assim, dando nome e a fiscalização fechando de vez alguns desses postos que agem desonestamente é que nós consumidores estaremos a salvo de golpes sujos como esses de misturas além dos limites legais. Ou será que a multa poderá ser revertida por algum milagre desses que a gente tem visto por aqui, como por exemplo, certo órgão fiscalizador da lei nunca conseguiu descobrir lobby nenhum entre os postos de combustíveis em Maringá… Já vimos isto em Londrina, Curitiba, e mais um monte de cidades, menos em Maringá. Será porquê? Ou devemos ter primeiro instalada uma Lava-Jato especial só pra postos daqui para que venha à tona as mutretas e os enriquecimentos ilícitos?

  2. O POVO NÃO PRECISA SABER QUAL É O POSTO NÉ???SÓ O PROCOM E PARTE DA IMPRENSA,FALA LOGO QUAL É ESSE POSTO,NÃO DE NOTICIA PELE METADE,OU ENTÃO NÃO FALA NADA.O POVO SE FODE,O PROCOM VAI LA E MULTA E PRA QUEM VAI ESSE DINHEIRO?TERIA QUE DEVOLVER PARA QUEM ESSES VAGABUNDOS TRAPASSEARAM.QUE É O COMSUMIDOR,E MAIS FECHAR ESSE POSTO PORQUE QUEM FAZ MARACUTAIA UMA VEZ VAI FAZER SEMPRE E O POVO VAI SE FERRAR SEMPRE TAMBEM ABASTECENDO NESSE POSTO,E TEM MUITO MAIS POSTOS TRAPASSEIROS EM MARINGA…

  3. Sargento RR Tavares - Promotor Nacional de Polícia Comunitária diz:

    E porque o PROCON Maringá não declina o nome do posto revendedor de combustível quer apostar quanto se fosse eu que tivesse cometido um ilícito a imprensa já tinha gritado aos quatro ventos o meu nome. Sociedade brasileira podre e corrompida a que vivemos todos os dias tem uma falcatrua, corrupção, estelionato, desvio de verbas e “Tudo fica como dantes no quartel de Abrantes” a inoperância e o inconformismo imperam na nossa república de bananas. Não vamos desistir do Brasil – Liberdade – Igualdade – Fraternidade

  4. Ele faz isso há muito tempo.

    A GASOLINA dele é podre também é fabricada no polo petroquímicodw Mauá ba grande SP. É cobra criada q quer ficar milionário ou bi, da noite p o dia.

    Em 1 ano sua rede ja completou 8 postos, sendo o de mga o mais novo.

    Alcool/etanol s nota fiscal e gasolina adulterada tem pra todos os gostos nesta rede. Copiou a prática da rede q fugiu p SC . É de pai o filho em ambos casos. Um pelo nome e o outro pela adulteração

  5. Rogério do Posto diz:

    Fiscais da ANP
    Só fiscalizam cidades onde tem aeroporto, bons hotéis e bordéis.
    Ganham muita propina e gastam com as putas e ainda levam um monte para casa.

    e mais só autuam os postos honestos por pequenas infrações ( as multas iniciam em 5 mil e vão ate 5 milhões) onde caberia somente advertência para corrigir o erro.

    ( p.ex. falta de adesivos de avisos, bicos abastecedores com pequenos defeitos, falta de um aviso de uma nova lei que o dono do posto não foi avisado que entrou em vigor).

    Postos de rodovias e de pequenas e médias cidades nunca foram e nem são fiscalizados, e não só pela ANP bem como pela Receita estadual e Procon o qual na maioria delas nem existem.

    deitam e rolam pra cima dos postos honestos em conluio com os desonestos que abastecem seus bolsos e ainda assim, os ” empresários” destes postos ficam milionários da noite para o dia.

    e com pequenas Distribuidoras, é a mesma ladainha.

    elas demoram em média 01 ano para serem cassados seus alvarás pela Receita Estadual.

    Neste período, sonegam em média 80 milhões de reais, ( 80.000.000,00 )

    embolsam esta grana, nunca vão pagar o estado.

    Neste período também já vão abrindo novas distribuidoras – laranjal total – porque sabem que uma hora a Receita e ANP vão ter que cassa-las porque fica muito descarado.

    A grana do ICMS – PIS – COFINS, fazem a festa para os envolvidos.

    Riem da cara do povo e dos postos honestos que vendem ” caro”.

    é um ramo do caralho esse nosso.

    tudo invertido.

    o bom vira safado e o safado passa-se por bom, por vender por preços impossíveis de ser praticados honestamente.

    1 litro de gasolina custa p a Refinaria da Petrobrás, pouco mais de R$0,80.

    altos impostos, altas sonegações e corrupções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>