A Cidade Flutuante de Manaus e a Fliq em Maringá

Em 1920, quando a falta de moradia em Manaus se agravava, o paraibano José Aparecido se viu sem moradia e sem recursos financeiros. Na luta pela sobrevivência teve a ideia de juntar dois troncos de açacu, amarrá-los na popa de sua canoa, e construir uma casa flutuante nas margens do rio Negro, em Manaus.

Foi a primeira casa de muitas outras feitas por pessoas que repetiram a ideia do senhor José. Foi assim que surgiu a Cidade Flutuante de Manaus.
Hoje a Festa Literária de Quintal – Fliq -, idealizada pelo nosso querido amigo, escritor e contador de histórias Danilo Furlan, me fez lembrar do surgimento da Cidade Flutuante de Manaus. O Danilo, assim como o senhor José, criou algo muito original, criativo e acessível. E se acontecer de outras pessoas de outros quintais tomarem a mesma atitude? Possivelmente Maringá se tornaria a Cidade das Festas Literárias de Quintais.
(Zery Monteiro)

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

3 pitacos em “A Cidade Flutuante de Manaus e a Fliq em Maringá

  1. Antes que alguém comente, quero dizer que sei que a criação da Cidade Flutuante foi devido a ausência de políticas públicas voltadas para as populações carentes, bem como de investimentos destinados à construção de casas populares. O que eu quis enfatizar foi a capacidade humana de solucionar problemas quando tudo parece perdido. Infelizmente a cidade que foi construída ao longo de 44 anos foi destruída pelos militares, em apenas um dia, na época da ditadura. Por outro lado, quando usei a palavra acessível, me referi a possibilidade de se fazer a FLIQ em qualquer quintal, porém a realização de uma Festa Literária de Quintal não é para principiantes. Exige uma equipe de profissionais e investimentos.

  2. Parabéns Zery, texto elaborado com toda a sua sensibilidade. Ficou ótimo! Parabéns Danilo Furlan pela criatividade, idealização e dedicação à esse novo projeito. Você sempre será um sucesso!

  3. Parabéns Zery, belo texto. Que nossos artistas tomem como espelho o exemplo de Danilo, que não se deixou abater em meio ao desprestígio da festa literária local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>