Quase verde

O ex-deputado estadual Ricardo Maia, irmão do prefeito Ulisses Maia, vai mudar de partido, se depender de amigos que o querem candidato nas eleições de 2018.
Há um movimento para levá-lo para o Partido Verde.

Angelo Rigon

35 pitacos em “Quase verde

  1. Pesadelo. Decepcionada e nem posso imaginar algo parecido com isso.
    Manda ele carpir uma roça que é melhor e os acomodados em cargos do meu partido precisam confessar que foram comprados. Só pode ser isso

  2. É ISSO QUE A GENTE CHAMA DE ABUSO DE PODER E ABUSO DE AUTORIDADE.
    TUDO QUE ELE DIZIA SER CONTRA AGORA PRESSIONADO PELO IRMAO QUE MANDA VEM COM ESSA BRINCADEIRA DE MAU GOSTO.
    O PARTIDO VERDE, SE NÃO ESTIVER COMPRADO, NÃO ACEITA ISSO

  3. Já dispensamos o oportunista do Alvaro Dias em nosso PV e não dá pra aceitar quem quer apenas nos usar e sem nenhuma história de luta em favor da ecologia e do meio ambiente.
    Fica no PSD dando apoio aos corruptos do governo federal.
    O tardio “Fora Temer” de Alvaro é uma maneira envergonhada dele expressar que “errou” ao concordar com a ascensão de Michel Temer (PMDB) e seu bando.

  4. FICA VERMELHA VERA SEM VERGONHA. RICARDO MAIA NUNCA SE LEVANTOU CONTRA OS LADRÕES DO PADÁGIO MAIS CARO DO BRASIL E SEMPRE APOIOU O JAIME LERNER.
    FOI ASSSESSOR DO BETO RICHA E NÃO FAZIA NADA. NÃO TEM PREOARO ALGUM.
    EU JÁ TÔ FAZENDO A MINHA PARTE CONTRA ESTE CIDADÃO.

  5. Quando o Jaime Lerner, foi governador o deputado da época Ricardo Maia, votou para a venda da Copel, Banestado e os horrores do preço dos pedágios, agora tá todo quietinho achando que o povo esqueceu, escondendo na sombra do irmão?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>