Licitação cancelada

“Licitação prevê R$ 8,1 mi em papel toalha e higiênico”, diz a manchete da página 3 do Metro Maringá desta quarta-feira.
A licitação foi cancelada há 12 dias, de acordo com edital de notificação assinado no início do mês pela gerente de Licitações, Nadir de Lima.

Ela acatou impugnação administrativa formulada pelo Observatório Social de Maringá. De acordo com o secretário de Patrimônio, Compras e Logística, houve um erro de cálculo, mas não má-fpe. O valor máximo previsto caiu de R$ 8,1 milhões para R$ 2,3 milhões.

Angelo Rigon


6 pitacos em “Licitação cancelada

  1. Pra tanto papel higienico só podia dar cagada…ja pensou se o observatório nao detecta essa irregularidade?
    Tá certo. ..nao foi má fé…conta outra rigon e acorda…existem mais coisas contendo Homi…o caos se aproxima….

  2. Ao bando de aí de acima, procurem se informar melhor e estudem um pouco mais sobre licitação e a Lei 8.666, antes de sair falando asneiras. O secretário tão logo percebeu o erro já solicitou a revogação do processo, desde o dia 03 de setembro e a revisão da quantidade. Este fato está vindo a imprensa agora já passados dez dias de ter sido resolvido. Justamente por que este OSM está sem moral nenhuma na praça.

    Quanto ao Observatório dizer que fez a prefeitura economizar oito milhões, é pura cascata, pois se tratava de um processo de registro de preço o que não quer dizer que tudo o que é licitado deve ser comprado, neste caso a prefeitura só empenaria o suficiente para o consumo de um ano conforme necessidade das secretarias, e o resto que foi licitado a mais…simplesmente sobraria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>