Dignidade: podando arestas

Poda

Para o trabalho de renovação interior, é preciso dignidade d’alma, conferida aos sentimentos do coração. A posição do Espírito em fase de sua iluminação interna representa nobreza da vida e é fruto, em grande parte, do seu esforço para melhorar, é o que sempre chamamos “poda de arestas” a princípio;

parece-nos realmente que estamos tirando algo de nós, cortando mesmo, o que nos dói na profundidade, nos causando vários distúrbios que incomodam todo o nosso sentir.
No entanto, podemos afirmar que essa é a arte de curar a nós mesmos de velhas enfermidades da alma, por vezes já crônicas, que tornam difícil o estabelecimento, mas é necessário que isso se faça.Falamos em “podar”, mas verdadeiramente é extrair, pelas raízes, a erva daninha que, com o tempo, passa a ser espinho em nossos caminhos, que nos deforma a beleza do ser.
.A arestas devem ser eliminadas, os pensamentos em forma de ervas imprestáveis devem ser arrancadas pelas raízes, dando lugar a nova feição de plantio, que possa nos fornecer vida nova em Cristo, levando-nos a descobrir Deus.
A nossa cura, para ser verdadeira, tem de partir de nós mesmos, surgida da reforma moral, que nos garante a estabilidade do Espirito. Passemos a analisar todos os dias o que estamos fazendo do tempo que nos foi dado por Deus, e se for o mal, corrijamo-nos com dignidade, pela força do amor, em se fazendo caridade conosco mesmos.
A nossa boca deve ser vigiada para que não fale o que o Cristo não aprove.
Com este texto, resumido, de João Nunes Maia, do livro Cura-te a ti mesmo, queremos refletir sobre a necessidade de mudançae tratamento que é visível em algumas muitas pessoas que aparentemente sãs, são doentes. Há casos, provavelmente de sociopatas (veja a definição aqui), que precisam de tratamento médico e espiritual. Ajudemos. Pode ser quem você, caro leitor, conheça alguém com esses sintomas. Aconselhemos a família a procurar tratamento. Se não for possível a cura total certamente haverá uma melhora que permitirá a vida em sociedade.
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon


2 pitacos em “Dignidade: podando arestas

  1. “Hoje é o dia …”

    “Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.”
    (Is 55.6)

    Um dos sentimentos mais atormentadores na vida de um ser humano é o remorso. E o que é o remorso? O remorso é um sentimento de culpa por ter cometido algum mal ou pecado, mas sem produzir mudança. É como se fosse impossível de se voltar atrás e reparar o dano. A diferença entre remorso e arrependimento está nesse ponto: quando eu me arrependo, eu tenho condições de mudar a situação. O arrependimento gera mudança, enquanto que o remorso traz somente mais condenação à pessoa.
    Existe uma canção que de um certo ponto de vista é bem interessante, ela nos faz pensar a respeito da nossa vida. Ela diz que se soubesse que a vida seria assim e passaria tão rápida, ela amaria mais, abraçaria mais as pessoas queridas, sorriria mais, passaria mais tempo com as pessoas amadas. Isso é uma realidade. Quantas vezes brigamos e discutimos com as pessoas que mais amamos por nada ou quase nada. Quantas vezes não convivemos com aqueles que mais amamos por “falta de tempo”. Um dia tudo isso vai passar e quando passar sobrará o que? Voltamos aqui no ponto de remorso e arrependimento. Você sente remorso de alguma coisa que você fez em sua vida? Ou você está arrependido e pronto para mudar essa realidade em sua vida?
    As palavras do profeta Isaías nos fazem parar e pensar a respeito do nosso relacionamento com Deus. É um alerta do profeta para todos nós. Hoje é dia de buscar o Senhor, porque Ele ainda pode ser achado. Enquanto estivermos vivos nessa terra sempre será um tempo oportuno de buscarmos por Ele. Enquanto estamos vivos podemos nos arrepender e nos voltarmos para Ele. Enquanto estamos vivos podemos escolher entre sentirmos remorso e nos arrepender. Se eu passar a vida toda somente me culpando por não ter buscado ao Senhor enquanto Ele poderia ser achado, nunca O acharei. Mas, por outro lado, se eu resolver mudar essa questão em minha vida, me arrepender e correr em direção a Ele, minha vida será transformada.
    Invocai-O enquanto está perto. Deus hoje está a uma distância de alguns centímetros de você. Ele está batendo na porta do seu coração desejando entrar e mudar sua vida para toda a eternidade e a única coisa que você tem que fazer é dar essa “chance” para Ele se mostrar a você. Essa distância corresponde à separação entre seu coração e sua boca. Agora mesmo Ele pode estar batendo na porta do seu coração; qual será sua reação? Abra sua boca e permita que Ele entre e mude esse sentimento em seu coração. Chega de remorso; arrependa-se e deixe-O entrar em sua vida.
    Existirá um diaem que Deusnão poderá mais ser achado. Um dia que Ele não estará mais perto de você. Esse dia será o dia da separação eterna de Deus. Aqueles que se arrependeram ainda nessa terra e se voltaram para Ele, estarão bem pertinho dEle eternamente no céu, mas aqueles que apenas sentiram remorso e culpa pelos seus pecados e não abriram seus corações para Ele, sentirão remorso e culpa por toda a eternidade, no inferno. Você pode pensar: mas Deus que é amor, seria tão cruel assim com as pessoas? Pense comigo: Ele já providenciou todo o perdão e vida nova para cada um de nós. Somos nós que não estamos aceitando essa oferta de amor pelas nossas vidas. Deus está desejando entrar em nossas vidas e nos libertar de todo o peso do pecado. Ele enviou seu Filho Jesus para morrer por nós e quando não aceitamos esse “presente” de Deus, Ele é que é ruim e cruel? Não, não é verdade. Nós é que não reconhecemos e valorizamos o sacrifício de Jesus na cruz por amor a nós.
    Como você está hoje? Você está correndo para Ele ou correndo dEle? Hoje ainda é dia desse encontro maravilhoso: você e Ele e sua vida nunca mais será a mesma. Um dia eu li uma definição a respeito de céu e inferno que é bem objetiva e clara: céu presença de Deus; inferno ausência de Deus. Onde você vai preferir passar toda a sua eternidade? Em um lugar onde a Bíblia nos relata que não haverá mais choro, nem lágrima, nem morte, mas muita paz e alegria porque estaremos diante dEle ou em um lugar em que a Bíblia também nos fala que será um lugar de choro, tormento, angústia e aflição, sem a menor chance de se mudar essa realidade? O inferno é um lugar sem esperança.
    Se você ainda não entregou sua vida aos cuidados de Jesus, faça isso agora mesmo, enquanto você pode achá-LO e enquanto Ele está perto.

    (Pr. Marcelo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>