A guerra continua

Posto

A guerra de preços nos postos revendedores de combustíveis em Maringá e região continua. Leitor conta que pela manhã (esq.) a gasolina custava R$ 3,69, num posto do Conjunto Cidade Alta.
À tarde, postos de Sarandi e Maringá (dir.) traziam o litro a R$ 3,56. “Nem precisa falar que tinha fila… O que será que aconteceu? Será a ação do Procon?”, pergunta.

Angelo Rigon

9 pitacos em “A guerra continua

  1. Aumentaram os preços em plena madrugada sem mesmo terem adquirido estoques novos, sugaram a população durante 40 dias e agora estão voltando os preços normais e a população que é promoção kkkk conta outra.

  2. Ou seja, antes das ações do Procon, Vereador Alex Chaves, Jovem Pan (Paulo Caetano mais diretamente), os preços eram alinhados em todos os postos e ninguém questionava se posto era de Bandeira Branca ou Bandeirado. As vezes penso que “merecemos” o que passamos, porque mesmo havendo um esforço enorme de luta para mudar as coisas, chegamos aqui e dizemos que todo trabalho feito não foi nada, ou meramente ilustrativo. É prá acabar!!!

  3. Isso acaba assim que o SINDICOMBUSTIVEIS, fazer um pressãozinha ai os “LOKIS DE MARINGA” que acham que posto sem bandeira tem combustiveis aduterados e com bandeira são santinhos. paga 4,09 e da risada. BANDO DE OTARIOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>