Inquérito contra Padovani
é enviado ao STF

Nelson Padovani

A Justiça Eleitoral no Paraná enviou ao Supremo Tribunal Federal inquérito para apurar crime eleitoral atribuído ao deputado Nelson Padovani (PSDB), informa a coluna Expresso, do site da revista Época.

A investigação é baseada em denúncia anônima segundo a qual uma pessoa afirma constar na relação dos doadores de campanha do parlamentar nas eleições de 2010 sem que tenha feito o repasse. A acusação é de agora porque o denunciante diz ter visto seu nome no site da Justiça Eleitoral como um dos financiadores de Padovani. Ele afirma ter trabalhado na campanha do parlamentar, mas nega a doação. Diz ainda que outras pessoas cujos nomes aparecem na prestação de contas do deputado estão na mesma situação.
Em março deste ano, a pedido da Promotoria Eleitoral do Paraná, o delegado da Polícia Federal Júlio Rodolfo Kummer instaurou inquérito para apurar eventual fraude. Num dos despachos, Kummer afirma se tratar de investigação difícil por ser anônima e vaga. Além disso, pontuou o delegado, existem cerca de 20 pessoas físicas listadas como doadores de campanha de Padovani em 2010. Em razão do foro privilegiado, a Justiça Eleitoral determinou o envio do inquérito ao STF. O relator é o ministro Roberto Barroso.
Procurado pela reportagem, Padovani afirmou desconhecer o inquérito, mas que iria tomar ciência para poder se manifestar. Padovani é dono da Rádio Banda 1, de Sarandi.

Angelo Rigon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>