Aterro: duas habilitadas

Inicialmente desabilitada da concorrência, a Cavo Serviços e Saneamento, do Grupo Estre Ambiental, teve o recurso acolhido pela Prefeitura de Maringá e poderá participar da licitação para contratação de uma empresa para destinação do lixo produzido na cidade, cuja abertura dos envelopes está agendada para hoje, às 14h, na sala de reuniões da Diretoria de Licitações. Já o recurso da Pedreira Ingá Indústria e Comércio, que também disputa a concessão e é atualmente a detentora do serviço, foi negado pela comissão de licitação. A informação está no Metro Maringá.

A Cavo havia sido reprovada porque o aterro em Sarandi está localizado a mais de 5 quilômetros de distância do limite do município. A empresa recorreu da decisão e teve o recurso aceito em decisão publicada ontem pela prefeitura. Mesmo habilitada, a Pedreira Ingá protocolou recurso de contra-razão alegando que as outras duas concorrentes não atendiam as exigências do edital da concorrência. Além da Cavo e da Pedreira Ingá, a Constroeste Construtora e Participações estava na disputa.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

6 pitacos em “Aterro: duas habilitadas

    • Já foi falado aqui antes das aberturas dos envelopes de documentos que esta licitação ia ser pedreira…isto se chama direcionamento…em plena lava jato…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>