A mentira do PT sobre a reforma trabalhista

Bandeira

Por Edmar Arruda:

É necessário esclarecer alguns pontos sobre a Reforma Trabalhista.
Promovemos a atualização da legislação trabalhista em 100 pontos. Necessária para a adequação diante da realidade brasileira.
Infelizmente, o Partido dos Trabalhadores – PT – está divulgando que foram tirados 100 benefícios. Uma mentira deslavada e irresponsável

de um partido que acabou com a economia do País, deixou uma herança maldita com inflação e juros altos, além de déficit primário, rombo previdenciário e alto índice de desemprego, gerando uma das mais severas recessões econômicas da nossa história.
No poder, o PT mostrou ser um governo corrupto que instalou uma quadrilha para dilapidar o patrimônio da nação, em especial da Petrobras e de outras estatais.
Aprovamos uma reforma trabalhista mínima com a responsabilidade necessária para modernizar uma legislação ultrapassada, com o objetivo de alavancar o desenvolvimento e o crescimento da atividade produtiva.
É necessário ressaltar que nenhum benefício conquistado, como férias, abono de férias, FGTS e 13º salário foram perdidos.
As leis ficaram mais objetivas, claras e adaptadas ao nosso tempo, garantindo, por exemplo, benefícios para aqueles que trabalham de forma intermitente – é o caso dos garçons. Esta clareza garante direitos e resulta em menos custos gerados por lacunas mal interpretadas, que vão parar nos Tribunais, gerando um custo superior a R$ 17 bilhões por ano e uma estrutura com mais de 62 mil funcionários.
A nova proposta dá força para acordos entre patrões e empregados e abre caminho para tornar mais flexíveis os contratos de trabalho, acaba com o imposto sindical obrigatório que sustenta os mais de 15 mil sindicatos no Brasil – um verdadeiro absurdo, permite parcelar as férias anuais em três períodos e cria jornadas de trabalho mais flexíveis – outro exemplo aqui é o home office.
O trabalhador não perde nenhum benefício já conquistado e todas as medidas foram propostas com base em dezenas de países, além da consultoria de especialistas e as discussões em audiências públicas no Congresso.
A Reforma Trabalhista é a favor de um Brasil mais moderno, justo e competitivo.
Tenho orgulho de ser deputado federal e participar deste momento do Brasil.
_________
(*) Edmar Arruda é deputado federal pelo PSD/PR

Angelo Rigon

15 pitacos em “A mentira do PT sobre a reforma trabalhista

  1. Osmar Xavier Aleixo diz:

    Mentir, somente mentir; é tudo que o Partido dos Trabalhadores tem feito desde que assumiu o Governo Federal. Só não mentia quando era oposição, e o Lula só conseguiu se eleger presidente da República quando se aliou ao Rico industrial José de Alencar, não fosse isso, seria somente presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, onde até hoje tem salário alto.

  2. NÃO DEVEMOS NEM ESTAR CITANDO ESTA SIGLA “PT.Ó QUE NÃO FOI BOM PARA O PAIS TEM QUE CAIR NO ESQUECIMENTO. DEIXEM ELES FALAR, ESPERNEAR, MENTIR E TUDO QUE É RUIM. O QUE NÃO PODEMOS É FICAR DANDO BOLA PARA O QUE ELES FALAM; NÃO LEVA A NADA. SÓMENTE O QUE FIZERAM PARA O NOSSO PAÍS JÁ BASTA. NÃO VIRAM O QUE AS SENHORAS SENADORAS DO PT FIZERAM ONTEM? UMA VERGONHA. DIGNO DE LIDERES DO PT.(QUE VERGONHA PARA OS HOMENS DO PT) NÃO GANHAM NO CAMPO DO JOGO ENTÃO APELAM PARA AS BOTINADAS. ELES ESTÃO ACHANDO QUE OS EMPREGADOS DE HOJE SÃO OS MESMOS DE 100 ANOS ATRÁS. NÃO ACREDITAM MAIS EM MENTIRAS DE PT, PMDB,PSDB,PV,PRP,PPS E OUTROS P”S.NÓS JÁ ESTAMOS EM UM PAÍS MAIS ADIANTADOS UM POUCO. NÃO QUEIRAM ACHAR QUE SOMOS UM BANDO DE IDIOTAS.

  3. Quanta hipocrisia e distorção dos fatos. O sr Edmar Arruda votou em favor do desmonte da legislação trabalhista e, agora, quer confundir os inocentes e desavisados. Menos, bem menos! De uma coisa tenho certeza. O meu voto o senhor jamais receberá. Traidor do povo, independente do Partido.

  4. Antonio Conselheiro diz:

    Nobre Deputado, realmente a reforma não traz o fim do FGTS, férias, 13o. etc.
    MAS, há um perigo: a terceirização desenfreada das atividades da empresa pode criar um número excessivo de Pessoas Jurídicas (PJs) prestando serviços à mesma.
    Assim, um funcionário da empresa que virasse PJ não teria direito aos direitos trabalhistas…estou errado?
    Uma reforma semelhante foi feita na Espanha, e não deu certo (andei estudando um pouco sobre o assunto).
    Assim, independente de posição política (cada um tem a sua), acho temeroso a reforma que aprovaram na Câmara, e que foi ratificada no Senado sem alterações (por sinal, o Rodrigo Maia já disse que a Câmara não aceitará mudanças na reforma, coisa que o Temer havia prometido aos senadores – algumas mudanças via medida provisória).
    Somente para finalizar: até onde sei empregos se geram com investimentos…pode ter a reforma que for, se não houver investimentos não haverá crescimento no número de empregos.

  5. Tem graça, né. È pra rir. Então,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Edmar Arruda vota a favor da reforma trabalhista e a culpa de tudo é do PT,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Deve ser piada, querendo passar nosso atestado de burrice? kkkkkkkkkkkkEdmar Arruda nunca mais.

  6. Se. Edmar Arruda. Vejo que o sr. é Expert quando o assunto envolve questões trabalhistas. O sr. Afirma com todas as letras que a reforma não tira direitos, mas os deixa mais claros. Então gostaria que o sr. pronunciasse sobre a seguinte questão: Atualmente pelo que dispõe o artigo. 457 da CLT é considerado salário não só a importância fixa mas também outras vantagens como gratificações, percentagens, etc, inclusive gorjetas. Ou seja se o trabalhador tem um salário fixo de 1.500 e ganha mais 1.500 de gratificação, ou prêmio ou quer seja o título, na hora de receber o décimo terceiro até então o cálculo era feito pelo total recebido, ou seja , 3.000. pela proposta que o sr. Votou o artigo em questão muda passando a dispor que os valores pagos sob o rótulo de prêmios deixam de integrar o salário. E mais: o novo texto diz que mesmo se o prémio for habitual não será integrado para nenhum efeito. Fico a pensar como poderia um prêmio ser habitual pois a natureza do prêmio é marcada justamente pela eventualidade. Salvo um politico que uma vez de tanta sorte foi premiado várias vezes na mega Sena, mas isso é outra história..mas enfim a pergunta é: de acordo com o novo texto do artigo 457 da CLT o trabalhador que a partir de agora receber 1.500 de salário mais 1.500 de “prêmio”, na hora de receber suas férias, seu décimo terceiro, de ter o recolhimento do FGTS, na hora de aposentar a base de calculo será qual: 1.500 ou 3.000, que é o que o trabalhador de fato ganha?

  7. Ozório César Campaner diz:

    Não vou entrar em detalhes, aqui… Nem convém! Vou propor algo melhor ao “nobre” Deputado Edmar Arruda… Que tal um DEBATE a respeito do assunto; ele defendendo a “tal modernidade” da “reforma trabalhista”, e eu, demonstrando os retrocessos em termos de direitos, que as mais de 120 alterações significativas na CLT, representaram aos trabalhadores; aliás, sou capaz de apontar que todas (repito: todas!) as alterações beneficiam tão somente os empregadores… Demonstro a desgraceira que é esta tal “reforma trabalhista”…
    Então, se quiser, Deputado Edmar Arruda, podemos debater o assunto; que tal? Poderíamos fazer um “debate aberto”, inclusive com transmissão para o blog ou qualquer outro “canal” de divulgação! Se quiser, pode me contatar (Ozório César Campaner – em ‘[email protected]’).

  8. A reforma é necessária. Hoje são 14 milhões de desempregados. Se não for reformado seremos 28 milhões de desempregados. Sempre achei um absurdo o governo jogar a decisão de liberação do FGTS e multa sobre o empresário. Com isso o funcionário fazia de tudo para ser mandado embora e ainda recebia o seguro-desemprego. Temos que preservar direitos, mas não podemos esquecer que ser empresários hoje fecham empresas e não aguentam mais. Sem eles não há emprego.

    Me lembro do caso de uma aposentado que foi processada por sua cuidadora e teve que vender a casa onde morava para pagar a indenização.

    Empregar alguém não pode ser algo que gera medo no empregador. Países sérios flexibilizarão. Mandar alguém embora é uma decisão simples. Um empregador não está casado para o resto da vida com seu empregado. Quando não dá certo, deve se terminar a relação.

    Direito trabalhista não é direito para processar o empregador depois de finalizar o trabalho. Direito trabalhista deve deixar as relações e os deveres claros e balanceados.

    O Brasil é razão de riso em outros países. A reforma vem com 40 anos de atraso.

  9. AFINAL DE CONTAS. QUEM É O CULPADO POR TODA ESTA CRISE QUE O PAÍS ESTÁ ATRAVESSANDO? QUEM GANHOU AS ELEIÇÕES PARA PRESIDENTE?QUEM COMANDOU O PAIS NOS ÚLTIMOS ANOS? QUEM FOI PRESO? QUEM CARREGOU A MALA CHEIA DE DINHEIRO? QUEM ESTÁ SE DEFENDENDO NA JUSTIÇA? QUEM FOI O VICE-PRESIDENTE DA DILMA? QUEM ESTÁ NO PODER HOJE E NÃO QUER SAIR DE JEITO ALGUM? QUEM VOTOU NELES? QUEM DEVE TIRÁ-LOS DO PODER? QUEM COLIGOU COM O PT E O PMDB. É MUITO FÁCIL DEDUZIR QUEM FORAM OS CULPADOS.( VOCÊ VOTOU NELES?) ENTÃO NÃO ME VENHA COM XURUMELAS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>