Pensa numa pessoa feliz…

Oscar Batista de Oliveira

Se tem alguém feliz hoje em Maringá chama-se Oscar Batista de Oliveira, por conta do início da retirada do painel “Lavoura do Café”.
Oscar é o autor da lei municipal, de 1993, que determinou seu tombamento.


A retirada começou a ser feita hoje pelo restaurador Salvador de Cápua e pelo artista plástico Flávio Padovesi, da Forlight, de São Carlos (SP).
A obra – que tem 2,4 metros de altura por 7,95 metros de largura, com 848 peças de 15 x 15 centímetros – foi encomendada em 1956 pelo então prefeito Américo Dias Ferraz a Waldemar Moral Sendin, famoso pintor de azulejos de São, ficava no interior do Bar Colúmbia, e agora será transferida para o antigo aeroporto, futura sede do Museu de História e Arte Hélenton Borba Côrtes, que atualmente ocupa salas do Teatro Calil Haddad. Oscar conta que foi engraxate na frente do Bar Colúmbia. Entre a aprovação da lei e o tombamento foram 17 anos, e mais 6 para sua retirada do local, hoje uma loja.
O prefeito Ulisses Maia e o secretário de Cultura, Rael Toffolo, acompanharam o início do trabalho.

Painel

Angelo Rigon


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>