Museu da Bacia do Paraná, da UEM, reabre com exposição

MBP

O Museu da Bacia do Paraná, da Universidade Estadual de Maringá, está reaberto para visitação desde a noite de ontem, após dois anos fechado. A reabertura foi marcada com o início da exposição “O ouro verde”, com fotografias do Instituto Brasileiro do Café. A exposição prosseguirá até o próximo dia 30, na sede do MBP, ao lado a Reitoria.

A mostra de fotografias celebra o tombamento da sede do museu, ocorrido em 19 de dezembro de 2016. Com o tombamento, o MBP passa a ser reconhecido como um dos bens históricos e culturais da cidade, pela Comissão do Patrimônio Histórico, da Secretaria Municipal de Cultura. A reabertura traz como inovação a inclusão digital por meio da utilização do sistema QR Codes nas peças do acervo. Saiba mais.

Angelo Rigon


2 pitacos em “Museu da Bacia do Paraná, da UEM, reabre com exposição

  1. Eustáquio Bento diz:

    Museu de madeira, bonito. A história de Maringá e região quase toda ali dentro. E nenhum extintor à mão ou à vista? E olha que nem, falo aqui de dispositivo ati-fumaça e essas coisas, porque aos olhos administradores isto são luxos. Caramba… assim a gente fica mesmo invejando os museus seculares do mudo afora. Vamos acordar para a eventualidade de sinistros, pessoal!

  2. Parreiras Rodrigues diz:

    A UEM não deu a mínima importância aos barcos da revolta tenentista – 1932, retirados do fundo do Paranazão, imediações do Porto São, pelo industrial Esmael Esmanhotto, de Santa Isabel do Ivai. Aliás, nem o Iphan nem ninguém deu a mínima ao histórico achado. Os barcos estão se deteriorando num canto dum campo de futebol em Porto Rico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>