Tranquilidade Consul

Ricardo Barros está tranquilo em relação à CPI do Parque Industrial Cidade de Maringá, outra obra-símbolo do PP, do atraso ao preço, fora as conversas.

Além de prometida dobradinha com o presidente da CPI, em 2018, segundo informou hoje Verdelírio Barbosa, o relator, Chico Caiana foi um dos que receberam dinheiro da JBS na campanha eleitoral de 2014, viabilizado pelo ministro da Saúde, com quem também fez dobradinha.
A propósito, Caiana e o ministro Gilmar Mendes, presidente do TSE, têm algo em comum: a JBS (aqui).

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

Um pitaco em “Tranquilidade Consul

  1. Tiuzim da Roçadeira. diz:

    O cara é engenheiro, e o Pq Industrial o qual ele foi o PAI é o símbolo da incompetência de gestão e construção, eu sentiria vergonha no lugar dele, mas como o REIcardo não tem escrúpulos, fica tudo bem na consciência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>