UEM, UEL e UEPG pagam R$ 1,5 bilhão/ano em salários

Os repasses feitos pelo Paraná para as universidades somam R$ 1,53 bilhão, valor que superou a arrecadação do ano de 2016 do município de Foz do Iguaçu. 


A reportagem da RPC explica que todos os servidores do Estado estão submetidos ao sistema Meta4, menos os de cinco universidades UEL (Londrina), UEM (Maringá), UEPG (Ponta Grossa) Unioeste e Unicentro. Essa semana, o Estado bloqueou o dinheiro das universidades de Londrina e de Maringá porque elas não repassaram informações pedidas sobre a folha de pagamento. As universidades estaduais recebem dinheiro do Governo do Estado tanto para o pagamento de funcionários quanto para manutenção.
A universidade de Londrina, uma das maiores do Estado vai receber R$ 790 milhões só para o pagamento de professores e servidores. Só o que a UEL paga em salários, equivale ao orçamento do ano passado inteiro da cidade de Foz do Iguaçu e é maior do que os gastos de cidades como Ponta Grossa, Toledo, Paranaguá, Umuarama e Campo Mourão.
Os gastos com salários nas universidades de Maringá e Ponta Grossa também são milionários: R$ 505 milhões na UEM e R$ 240 milhões na UEPG. Juntas, as três universidades gastam só com pagamentos de salários de professores e servidores, mais de R$ 1,5 bilhão por ano.

Angelo Rigon

22 pitacos em “UEM, UEL e UEPG pagam R$ 1,5 bilhão/ano em salários

  1. Estas três universidades juntas devem ter uns 40.000 estudantes!
    Se estimarmos maios ou menos uns R$ 1.200,00 médio por estudande de uma universidade particular de um curso como bacharel em direito, temos:
    R$ 1.200,00 x 12 meses x 40.000 alunos = R$ 576.000.000,00

    Com esse 1,5 bilhões gastos daria para pagar gratuitamente mais de 100.000 alunos em universidades particulares!!
    Logo estas universidades são muito muito muito mal gerenciadas!
    Isto é dinheiro público !!

  2. Claudio Nascimento diz:

    Tem um grupo de políticos do Paraná fazendo de tudo pra jogar a sociedade contra a UEM, assim o Beto Richa pode decidir privatizá-la com maior facilidade e aí esse grupo de políticos vai comprar a UEM. Aí vamos ver o que a sociedade vai dizer quando tiver que pagar mensalidade para seus filhos se formarem. Vamos ver!

      • O custo-benefício do Moro é comprovadamente maior do que do Baeso, nem queira comparar. Enquanto o Moro já fez recuperar para os cofres da umas ao mais de 15 bilhões desviados pelo sistema corruptivo instalador no poder pelo Lula e pela Dilma, o Baesso só tem custos ao estado a contabilizar.

  3. É o governo consegue convencer burros formados, em locais que as diretrizes são ditadas pelos reitores,… quer dizer donos.
    Aqui cria mente pensante, por isso ele não quer.

  4. Volto a ironizar a questão: professores devem então ser gratuitos? O comércio dessas três cidades não se beneficia dos salários pagos? A Receita Federal não é voraz com os salários desses professores? Eles não formam os profissionais que atendem a população nos mais diversos setores das comunidades onde habitam?
    Parece-me que há um campanha bem orquestrada para desmerecer os professores das IEs, como se fossem eles corruptos e bandidos. Digo até, uns por questões pessoais, outros por trabalharem para o capital, provável comprador das instituições. Quem perde é quem, sem poder, terá que pagar mensalidades em escolas privadas nem sempre com qualidade.
    O jogo é político.

  5. Só gente alinhada à esquerda alucinada para apoiar um absurdo desses. Essas instituições têm que prestar contas à sociedade, sim. Dinheiro não dá em árvore. O resto da população trabalha duro para manter o ensino público.

    • Já olhou o portal de transparencia da UEM? Sim… é verdade, existe e olha lá, estão todos os salários, sem descontos inclusive. Que novidade né?

      Você sabia q a direita tbm se interessa pelas Universidades e que as pesquisas são grande formas de lucro pra elas? Sim, existem países q a direita se beneficia demais das Universidades. No Brasil mesmo, quem é de direita e inteligente consegue muita coisa.

      Aliás, tem pessoas de direita tbm apoiando a UEM, que bacana né.

      Fico feliz em lhe passar informações e espero q repense um pouco sobre suas palavras agressivas. Até pq educação a direita tem tbm.

  6. Professor amigo diz:

    Eis o grave assunto.. Não existe transparência.. aí tem desvios de verbas.. Todus sem exceção não trabalham.. Enganam..e nós pagamos inodoros. Impostos pra manter essa sem vergonhas…. é verdade isso..e os professores. Não trai nem aí… Um colega da UEm disse. Eu queria que se exploda.. Meu salário gordo tá garantido.. Quero greve. Pois assim nem piso naquela M.

    • Por favor, denuncie seu amigo.
      Diga o nome dele, se não pra nós pro Ministério Público.

      Quanto ao portal da transparência, ele existe. Sempre se pode melhorar a fiscalização, por isso denúncias são muito importantes. Contamos com sua ajuda pra denunciar seu amigo. É sendo cúmplices de ilegalidades que faz o Brasil ser o que é hoje.

  7. eduardo siqueira diz:

    a uem deve ser uma péssima universidade mesmo… como ela pode estar entre as melhores universidades estaduais do brasil? boas mesmo são as universidades privadas, sonho de todos os estudantes que frequentaram escolas privadas…

  8. os chamados cursos de ponta na UEM (medicina, direito, engenharias, odontologia entre outros), vão lá e façam uma pesquisa, a maioria dos alunos são de classe alta, pois, para passar nos vestibulares desses cursos, o alunos precisam de bons cursinhos, inglês, aulas particulares, psicologos, e os menos afurtunados, precisam ir para as faculdades particulares, onde a concorrência é menor, e ai são obrigados a fazer FIES e pagar por 180 meses, TEM ALGO ERRADO AI, então os que tem condições deveriam parte, pelo um pouco mensalidade na UEM, antigamente era assim, e a faculdade era bem mais estruturada.

  9. tipo sindicatos pelegos do PT que gostam de exigir transparencia dos gastos outros, mas nos deles deitam e rolam com dinheiro público e na hora de prestar contas correm igual diabo da cruz…

  10. COMUNIDADE MARINGAENSE diz:

    O portal da transparecia não especifica os valores pagos com gratificações como os diversos tipos de cargos comissionados, e nem de horas extras,

    nem diferencia quem é regime TIDE, ou não.

    ENTÃO NÃO É TÃO TRANSPARENTE ASSIM!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>