Prefeito foi muito bem…

… na entrevista ao Band Notícias, apresentado por Milton Ravagnani e Flávio Mantovani. Foi na edição de ontem, onde respondeu a todas as perguntas de maneira desenvolta, usando linguagem acessível a todos, de improviso, sem textos preparados, sem aparente combinação de perguntas, como muitas vezes acontece em certos programas e nem poderia ser diferente.

O Milton é um jornalista sério, e já fez críticas ao prefeito, e por isso não se prestaria a qualquer tipo de entrevista faz de conta. Flávio Mantovani, como vereador ‘de oposição’ (brincadeira, Ulisses deixou claro que não existe oposição nem situação da Câmara) se elegeu por outro grupo e critica quanto tem que criticar, mas sabe elogiar quando merece (ultimamente tem elogiado muito mais).
Ulisses Maia demonstra ser um prefeito popular, sem ser populista e deixou isso bem claro quando perguntado sobre a demora na aprovação de projetos de construção, dizendo que é preciso preservar a qualidade de vida que Maringá oferece, por ser uma cidade planejada. Falou de transporte coletivo, água e saneamento, de saúde, absolutamente de maneira clara, sem fugir de assuntos espinhosos. Só ficou sem resposta uma provocação de Ravaganani sobre intrigas com o vice, por que o assunto acabou passando batido. Mas elogiou muito Scabora, pela sua lealdade, por não ser, e aqui são palavras minhas, um traíra, muito menos oportunista, que esteja procurando brechas para tentar desgastar o chefe do Executivo, com interesses egoístas, visando seu interesse político, acima do interesse público.
O Partido Verde é aliado, parceiro de primeira hora, teve um papel importante na retomada da cidade para os maringaenses. É do partido o líder do prefeito, vereador Jean Marques, uma promissora liderança da política maringaense.
PS: O Band Notícias está muito bom, recomendo.
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon


8 pitacos em “Prefeito foi muito bem…

  1. Também gostei, calmo. sereno, sem aquele jeito apressado,
    pra acabar logo a entrevista e ir correndo embora
    Diferente do que saiu, pra nunca mais voltar!

  2. Tenho acompanhado o ‘discurso’ do prefeito Ulisses Maia, desde a campanha eleitoral de 2016, inclusive, embora na faça parte de seu seleto grupo de amizades e colaboradores, fiz questão de comparecer ao ato de sua posse no dia 1º de janeiro de 2017, e minha feliz constatação é que sua fala e postura continuam as mesmas desde quando candidato, o que bem demonstra ser a ‘mudança verdadeira’ que nossa querida Maringá estava precisando e os maringaenses merecem.
    Meus aplausos ao prefeito Ulisses Maia e votos de felicidades no nobre mister voltado ao bem-estar e ao progresso de toda a gente de Maringá.

    APARECIDO BAPTISTA (cidadão maringaense ‘ficha limpa’ desde criança e pagador de impostos)

    • Boa Cido, sempre ponderado, sem mágoas. Acho que merecia ser aproveitado num cargo, pela sua experiência. Vamos dar tempo ao tempo, Deus sabe o que é melhor para todos nós.
      Abraço de uma pessoa na qual você já teve sérias restrições, quando estávamos, politicamente, em trincheiras opostas, e hoje, tenho certeza que tem outro conceito deste modesto colaborador.
      Qualquer dia, gostaria de tomar um café com você e com o Paulo Vergueiro.

      • Grato, Akino Maringá, pelo apreço a minha pessoa. “O negócio é o seguinte”, desde que esse ‘barnabé’ foi aposentado, em 2011, teve tempo suficiente para fazer uma retrospectiva acerca dos últimos 40 (quarenta) anos de sua vida e “separar o joio do trigo”, isto é, rever seus conceitos acerca de “quem é quem na ordem do dia”.
        Vai daí que, doravante, as possibilidades de cometimento de erros outrora cometidos são infimamente menores até o momento derradeiro de vida.
        Quer saber qual minha fonte de inspiração para tanto ? A Bíblia Sagrada, da qual tenho prazer incomensurável em transcrever mais um texto ali contido. Não obstante saiba que pouca gente está interessada e não é ‘crente’, inclusive “incomoda muita gente” que ostenta ser ‘cristão’…!

        Mateus 24

        1 E, quando Jesus ia saindo do templo, aproximaram-se dele os seus discípulos para lhe mostrarem a estrutura do templo.
        2 Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada.
        3 E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?
        4 E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane;
        5 Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.
        6 E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.
        7 Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares.
        8 Mas todas estas coisas são o princípio de dores.
        9 Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vosão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.
        10 Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarào.
        11 E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos.
        12 E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará.
        13 Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.
        14 E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.
        15 Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, entenda;
        16 Então, os que estiverem na Judéia, fujam para os montes;
        17 E quem estiver sobre o telhado não desça a tirar alguma coisa de sua casa;
        18 E quem estiver no campo não volte atrás a buscar as suas vestes.
        19 Mas ai das grávidas e das que amamentarem naqueles dias!
        20 E orai para que a vossa fuga não aconteça no inverno nem no sábado;
        21 Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver.
        22 E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias.
        23 Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui, ou ali, não lhe deis crédito;
        24 Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.
        25 Eis que eu vo-lo tenho predito.
        26 Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto, não saiais. Eis que ele está no interior da casa; não acrediteis.
        27 Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem.
        28 Pois onde estiver o cadáver, aí se ajuntarão as águias.
        29 E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas.
        30 Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.
        31 E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus.
        32 Aprendei, pois, esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão.
        33 Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas.
        34 Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam.
        35 O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.
        36 Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai.
        37 E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem.
        38 Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca,
        39 E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem.
        40 Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro;
        41 Estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada outra.
        42 Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor.
        43 Mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa.
        44 Por isso, estai vós apercebidos também; porque o Filho do homem há de vir à hora em que não penseis.
        45 Quem é, pois, o servo fiel e prudente, que o seu senhor constituiu sobre a sua casa, para dar o sustento a seu tempo?
        46 Bem-aventurado aquele servo que o seu senhor, quando vier, achar servindo assim.
        47 Em verdade vos digo que o porá sobre todos os seus bens.
        48 Mas se aquele mau servo disser no seu coração: O meu senhor tarde virá;
        49 E começar a espancar os seus conservos, e a comer e a beber com os ébrios,
        50 Virá o senhor daquele servo num dia em que o não espera, e à hora em que ele não sabe,
        51 E separá-lo-á, e destinará a sua parte com os hipócritas; ali haverá pranto e ranger de dentes.

        APARECIDO BAPTISTA (cidadão maringaense ‘ficha limpa’ e pagador de impostos)

  3. Gostaria de dizer para o Akino Rigon, o que falta para o Ulisses Maia, é lealdade com as pessoas que foram candidatos a vereadores do PDT, pois até agora não cumpriu com a promessa de aproveitar eles na administração municipal, ele preferiu indicar várias pessoas dos candidatos concorrentes, isso é traição, no ano que vem teremos eleições e esses caras vão dar um pé na bunda na família MAIA, quem viver verá!!!

  4. Só rindo..servidor que bradava nos corredores do gabinete ,
    ofensas e impropérios impublicáveis.que constrangiam á todos
    ao então Chefe de Gabinete Ulisses Maia,
    agora puxando saco e tentando uma bokinha

    • Tome vergonha nessa cara, seu bosta, e tenha ao menos a decência de identificar-se com o nome de registro que seus pais lhe deram, por não saberem que haviam colocado no mundo um ‘bunda mole’ desse, que vem a público tentar contra a honra de outrem, haja vista que é ‘mais sujo que pau de galinheiro’.
      Conforme já afirmei umas ‘trocentas’ vezes neste Blog, inclusive o Rigon tem ciência disso, ‘não faço parte do seleto círculo de amizades e nem sou da confiança’ do prefeito Ulisses Maia, exatamente por causa de nossas relações estremecidas num passado não muito distante, seu covarde duma figa.
      Quanto ao fato de eu ‘bradar’, haja vista que ‘não tenho cauda presa’, não sou obrigado a falar a boca pequena, ou utilizar-se do covarde anonimato, ou ‘falar baixo e pelos cantos’, como é próprio de gente safada como você, para externar o que sinto por outrem.
      Aproveito para reiterar que, apesar de não fazer parte de seu seleto círculo de amizades e por analogia não ser de sua confiança, votei Ulisses Maia 12 no primeiro e segundo turnos das eleições municipais de 2016, por acreditar que seria a ‘mudança verdadeira’ na política e administração pública de Maringá e até o momento estou satisfeito com o trabalho que o prefeito Ulisses Maia vem desenvolvendo em prol do bem-estar dos maringaenses e do progresso de nossa querida Maringá.
      “Seja humilde para admitir teus erros, inteligente para aprender com eles e maduro para corrigi-los.” (Cecilia Sfalsin)
      Conforme assevera o sábio ditado popular: “Moral é prá quem tem e não prá quem quer”.

      APARECIDO BAPTISTA (cidadão maringaense ‘ficha limpa’ desde criança e pagador de impostos)

      • Covarde
        Por Dicionário inFormal (SP)

        Significado de Covarde:

        Pessoa que não assume suas intenções e atitudes, agride quem não se defende ou não pode se defender. Usa sua força ou influência para prejudicar outros injustamente.Quem demonstra espirito de covardia. Age em bando, sabendo que sua atitude não vai ser repreendida. Não diz diretamente o que pensa, faz insinuação maldosa. Pessoa sem força moral, fraca, sem personalidade ou senso de justiça. Pessoa covarde também costuma ser manipuladora.

        Safado
        Por A.Rocha (MG)

        Significado de Safado:

        Safado(a) termo usado para definir pessoas que não agem corretamente com os outros, o qual está sempre tirando vantagens das situações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>