Jornalismo investigativo

ilustra

Prosseguindo a nossa série de postagens feitas em 2009, em busca que alguma ofensiva a pessoas de bem, em que eventualmente chamamos de ladras, como disse um vereador, em ‘revelações bombásticas’, que seriam comparáveis às de ontem, como as delações dos donos da JBS, vejam mais esta de agosto daquele ano:

Fatos ocorridos nos últimos dias nos enchem de alegria ao perceber que a imprensa de Maringá, e não somente o blog do Rigon, começa a praticar o jornalismo investigativo, em matéria de defesa do patrimônio público. O jornal O Diário do Norte do Paraná traz em sua edição de hoje uma matéria de página inteira sobre a Prefeitura de Jardim Olinda , demonstrando que há sérios indícios de irregularidades em empenhos e pagamentos de despesas com combustível.
Ontem o Pinga Fogo na TV fez uma matéria sobre o fechamento de uma estrada municipal em Castelo Branco, que servia para desvio do pedágio, dando a entender que interesses da Viapar foram privilegiados e que o prefeito e vereadores não têm como explicar a medida.
Na questão dos empenhos já estamos fazendo a nossa parte aqui e Maringá. Imaginem quando um jornal da estrutura, força e credibilidade como é O Diário do Norte do Paraná, agora que não tem as amarras de contrato com o município de Maringá, resolver praticar este jornalismo investigativo sobre os empenhos e pagamentos não só de pequenos municípios com Jardim Olinda? Será muito bom.
E se o Pinga Fogo resolver fazer o mesmo em relação ao monopólio do transporte coletivo em Maringá? Segundo ele disse recentemente a Viapar não perde por esperar, pois a ‘sua batata’ estaria assando.
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>