Ministro vacinado

Ricardo Barros

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, aproveitou a abertura da vacinação contra o vírus da influenza em Feira de Santana (BA), na manhã de ontem, para se vacinar. (Foto: Ney Silva/Acorda Cidade)

Angelo Rigon


6 pitacos em “Ministro vacinado

  1. Estou cada dia mais ‘sex’…sexagenário (“não espera molhar o bico”) e não havia sido vacinado, diga-se de passagem por relaxo meu, pois devido ter mais de 60 anos e a vacinação estar disponível no posto de saúde próxima a minha residência. Mas não foi preciso ‘furar fila’ (gostar de levar vantagem em tudo, consoante a ‘benedita’ lei de Gerson, costume feio e covarde que grassa em nosso país, mormente entre a classe dos ‘colarinhos brancos’) tão longe de casa para fazê-lo. Ocorre que um certo dia adentrei ao local, para ir ao banheiro e brinquei com o pessoal que estava realizando a vacinação das pessoas que constituem os grupos de risco (além de sexagenário, sou portador de doença crônica, qual seja, hipertensão arterial): “só não vou aí porque não tem fila, haja vista que brasileiro está tão acostumado que não pode ver uma fila que e imediatamente entra nela”. O pessoal, em resposta a minha brincadeira, de forma gentil e solícita convidou-me à vacinação. Aproveito o ensejo para tornar notória minha gratidão aos servidores da aludida unidade de saúde, do Jardim Pinheiros, pela lhana acolhida e prontidão em servir à comunidade.

    APARECIDO BAPTISTA (cidadão maringaense ‘ficha limpa’ desde criança)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>