Sem foro privilegiado

O Tribunal de Justiça do Paraná, atendendo o Ministério Público Estadual, começa a reenviar à primeira instâncias processos envolvendo ex-prefeitos.

Por conta do cargo que ocupavam, ações penais tramitavam no TJPR. Com o fim do mandato para alguns que não conseguiram se reeleger, que não disputaram o cargo ou que disputaram e perderam, deixam de possuir o foro.
Denúncias-crimes contra pelo menos três ex-prefeitos da região começam a retornar ao juízo criminal das respectivas comarcas da região, onde terão prosseguimento.

Angelo Rigon


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>