RU da UEM fecha por quase dois meses: férias coletivas

RU

Reinaugurado em março do ano passado, depois de muito tempo fechado, o Restaurante Universitário da Universidade Estadual de Maringá voltou a cerrar suas portas há seis dias.
O RU, que atende -servidores, acadêmicos e comunidade em geral, só vai voltar a funcionar em 4 de abril.

O novo fechamento, por quase dois meses, mereceu uma só explicação: férias coletivas.
O complicado, reclama leitor, é que na data do fechamento ainda faltavam oficialmente, de acordo o Calendário de Atividades Acadêmicas do Ano Letivo de 2016 (Portaria 087/2016-PEN), mais de duas semanas para o encerramento do segundo semestre do ano letivo de 2016.
“Muitos alunos e servidores serão prejudicados por esta decisão de fechamento, já que boa parte da comunidade continua dependendo do RU, tanto pela comodidade quanto pelo preço”, explica.
Resumindo: o RU ficará fechado por 53 dias seguidos, apesar do intervalo entre o fim do ano letivo de 2016 (25 de fevereiro) e o início do ano letivo de 2017 (3 de abril) ser de apenas 36 dias.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

16 pitacos em “RU da UEM fecha por quase dois meses: férias coletivas

  1. Quem tem direito à “quase dois meses de férias…”?
    Tem algo errado, férias são de no máximo 30 dias, com qual vara estão sendo medidas as férias dos servidores da UEM?
    Com a palavra o senhor reitor dá UEM

  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, voltou ontem da reforma e já estão cansados? affffffffff por isso que esse país as coisas não andam, por isso é pais de terceiro mundo, só na ordem das avencas, ou seja, sombra e água fresca.

  3. Que desculpa perfeita para fechar o RU.
    Isto é falta de dinheiro …
    Será que agora que o nosso Magnífico Reitor não pode mais abusar do orçamento como fez durante todo o ano de 2016 (o orçamento gerencial de 2016 foi aprovado apenas em 19 de dezembro de 2016 , por falta de encaminhamento pelo Magnigico) vai parar de gastar a revelia dos Conselhos????
    Gastou como quis mas vai ter que prestar contas.

  4. Contribuinte Atento diz:

    O chefe do RU recebe mais de R$ 14.000 mensais, entre salários, gratificações, adicional por tempo de serviço etc. Para constatar, basta verificar no Portal da Transparência.

      • me desculpa João, chefe competente na UEM… só quem não conhece as entranhas da UEM vai cair na sua conversa… ahhhh, mais um detalhe né, e reza para ter um trem da alegria no seu caminho, para não ter que prestar concurso para nível superior, por que de outra forma provavelmente não seria aprovado…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>