A história do cônego Telles

Nos 60 anos Arquidiocese de Maringá, a Igreja Católica resgatou a história do primeiro padre ordenado por dom Jaime Luiz Coelho.
Cônego Benedito Vieira Telles também foi professor da Universidade Estadual de Maringá, por décadas.

Angelo Rigon


10 pitacos em “A história do cônego Telles

  1. Professor Conego Telles
    Saudade de suas aulas Professor Telles, sempre contente e humorado.
    E o melhor, passados anos, quando cruzamos com ele nas ruas ele sempre lembra do nome dos alunos.
    Grata felicidade em tê-lo como meu professor na turma D-32, de Direito na UEM, no ano de 1994.
    Alguns professores são inesquecíveis, e ele é uma delas.

  2. Celso Aparecido do Nascimento diz:

    Tive a honra e o orgulho de também ter sido seu aluno, lá em 1987.
    Seu magistério é inesquecível. De linguagem rebuscada e eloquência sem igual.
    Nunca será esquecido, em razão de sua extrema simpatia e ensinamentos que trazemos para toda a nossa vida, profissional e pessoal.

  3. Grande professor? Pra minha turma ficou o semestre inteiro explicando a diferença entre caso fortuito e força maior. Parece que era a única coisa que ele sabia do direito. Além de ficar repetindo 300 vezes a palavra “obnubilado”.

  4. Sempre ouvi falar do Cônego Benedito Telles, primo de meu pai Enedino V. TELLES. A família sempre falou com a boca cheia de orgulho “temos um primo Cônego Benedito Telles, em Maringá” e eu, sua filha quero muito conhecê lo. Estou feliz por vê lo tão bem.
    Qual igreja que Ele atua e seu enderêço? Ainda vou aí pessoalmente p conhecê lo.
    Abc, Regina Teles.
    [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>