Precisando de ajuda

Gabriel-Esperidiao-Neto

Do blog de Joaquim de Paula, de Paranavaí:

Gabriel Esperidião Neto tem pouco mais de 50 anos, mas já acumula inúmeros e graves problemas de saúde. Com dificuldade de locomoção, ele caminhou vagarosamente até a entrada de sua casa para me receber.
Colocou as muletas de lado, abriu o portão e me convidou a entrar.

Primeiro conversamos um pouco na sala sobre suas limitações físicas. Depois, me levou até uma bela horta orgânica que ele mesmo fez no quintal de casa. Há uma boa diversidade de vegetais e legumes, mas como a produção é pequena, ele prefere doar do que comercializar. Inclusive fez questão de me presentear com alguns alimentos cultivados com muito esmero.
“A produção é modesta, mas é feita de bom coração. Faço uma permuta com os moradores da vizinhança. Quem vir aqui e ler um trecho da Bíblia ou algum outro livro, ganha um pouco de verduras”, conta sorrindo. Mas o sorriso vela uma triste realidade que faz Esperidião Neto mudar o semblante.
Ele possui uma grave enfermidade no trato gastrointestinal, que atinge principalmente o intestino delgado e o intestino grosso, mas também pode se estender para outras regiões do trato. “Não existe regra geral de tratamento porque cada caso é um caso, e não há garantia de melhoras. Os efeitos colaterais dos remédios são até piores do que a doença. Causam fístulas nas regiões de dobra do corpo que excretam pruridos dia e noite quando estão abertas. Já quando fecham, provocam dores intensas, principalmente nas axilas e virilha”, informa.
Por causa dessa doença, Gabriel também sofre em decorrência de diabetes, hipertensão, furunculose e tromboflebite. Mesmo diante de tantas dificuldades, e sobrevivendo com um salário mínimo por mês, e com uma substancial ajuda do Instituto Maurício Gehlen para a compra de medicamentos, Esperidião Neto quer continuar lutando por um futuro melhor, e sem ter que continuar recorrendo às doações de amigos. Por isso, ele decidiu fazer uma rifa com dois mil números chamada “Ação Entre Amigos”. Cada número custa só R$ 2.
“Vou sortear uma fritadeira elétrica nova da Philco. A minha intenção é usar o dinheiro arrecadado para comprar um triciclo ou algum outro veículo de baixo custo. Assim poderei sair de casa para comprar e vender laranjas. Já conversei com algumas pessoas e sei que o negócio vai dar certo. Assim poderei me virar, sem precisar sobrecarregar os amigos com pedidos de doações”, justifica. (Foto-David Arioch)

Saiba Mais
Gabriel Esperidião Neto mora na Rua H, número 1033, no Conjunto Residência Paranavaí III, na Vila Operária (nas imediações do Supermercado Dallmann), em Paranavaí, no Noroeste do Paraná.
Telefones: (44) 3062-0995 ou 99837-7945

Dados bancários
Gabriel Esperidião Neto
CPF: 500039929-34
Caixa Econômica Federal
AG: 0997
Operação: 13
Conta Poupança: 10488-8

Angelo Rigon


4 pitacos em “Precisando de ajuda

  1. Gabriel Esperidião Neto diz:

    Mais que um agradecimento, reconhecer que; minha volta à Paranavaí só se concretizou com a atuação e voz-capitânea do Dr José Roberto Balestra e agora no empenho para que eu possa apenas bater de frente na crise, trabalhando
    Em Novembro/16 após raio-x e tomografia feitos aqui, com visualização para mim muito triste e ver que somos nós, aposentados por invalidez do INSS, jogados na vala comum da mendicância e sem sequer ‘um Princípio da coisa julgada” e proibidos de maneira velada de negociar consignados baseados em nossa aposentadoria (o INSS não proibiu mas retirou o aval o que dá na mesma coisa) eu tomei coragem de pedir a chance de poder vender umas frutas, sem ufanismos, mas com muita vontade de ser apenas mais um numa multidão cidadã que se faz respeitada!
    A Câmara municipal de Paranavaí possui o registro de Oficio que eu enviei à aquela Casa de Leis, para o reconhecimento de alguns nomes, bem poucos, dentre eles o nome do advogado Dr José Roberto Balestra, pela sua luta forte e consistente em prol da defesa da humanização no tratamento de pessoas portadores de malignidades/doenças insidiosas, na criação da Clínica Oncológica de Paranavaí e na luta que ele travou com poderosos, para defender o direito a vida, da jovem Professora Aline Gabriela Copceski que também lutou até o dia de sua morte para defender aos portadores de câncer
    Meu agradecimento a todos os blogue leitores (as) e em especial aos Jornalistas Angelo Rigon, Akino Maringá, Joaquim de Paula, Zé Roberto Balestra, e David Arioch!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>