Universidades estaduais sofrem corte de 474 CCs e FGs

UEM Maringá

A Assembleia Legislativa do Paraná aprovou ontem, em primeira discussão, projeto de lei do governo do estado propondo o corte imediato de 474 cargos em comissão e funções gratificadas das universidades estaduais.
Além disso, outros 718 cargos deverão ser extintos até o final de 2017.

Por lei, as instituições estaduais de ensino superior poderiam utilizar 2.098 cargos em comissão. O quadro atual, contudo, aponta que existem 3.290 funções comissionadas nas sete universidades estaduais. Com a aprovação da legislação, deixarão de existir 1.192 cargos até o final do próximo ano.
Não foi divulgado o número de cortes de cada universidade. Sabe-se que a Universidade Estadual de Maringá aumentou consideravelmente o número de cargos comissionados nos últimos meses.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

11 pitacos em “Universidades estaduais sofrem corte de 474 CCs e FGs

  1. Precisa mesmo limpar a UEM; há muito ‘penduricalho’ ganhando só pra fazer política vermelhinha e ficar em botecos cervejando. Produzir que é bom mesmo, nada? Cadê o curso de mestrado em Direito, por exemplo? Alguém tem lutado por isso lá na reitoria? Certamente que não, porque o último ( e único) que havia se esboroou e deixou órfãos os interessados, sujeitos a irem à UEM, onde esse tipo de curso continua mais vivo que nunca, e até com anúncio em rádios para as inscrições. Certa vez ouvi da boca de uma ‘autoridade’ da UEM que “eles deixaram” o mestrado em direito para a UEL porque lá tem mais estrutura. Pelo jeito é mesmo…

  2. a sociedade não faz ideia de quantos aspones foram nomeados pelo ilustríssimo reitor… gente que não produziu no cargo durante a vida inteira foi nomeado assessor para fazer aquilo que tinha que estar fazendo pelo cargo na carreira que ocupa… dá vergonha….

  3. Por que não cortam todos?
    Já recebem salários, e nessa
    imensa crise que o país está passando.
    demições todos os dias, e muitos servidores pendurados e cargos comissionados, é uma vergonha!
    Um esquema, que beneficia um grupo, de forma irregular.
    Extinção, de tudo!!

  4. Cid Marcos G. Andrade diz:

    Algumas considerações: 1. é pessima esta ingerência da Assembléia Legislativa, pois as Universidades têm Autonomia; 2. é tão péssimo, também, levar puxão de orelha da Assembléia Legislativa por má gestão do dinheiro público; 3. esta nossa Administração (Reitoria da UEM) faz o contrário do que propôs em sua campanha, isto é aumentou de forma absurda as CCs; 4. FGs que obrigatoriamente deveriam ter, como a dos Coordenadores Adjuntos de cursos, não tem, numa clara demosntração de que esta Reitoria está pelo menos pouco interessada na qualidade do ensino, o que foi o carro chefe de sua propaganda eleitoral…Finalmente, espero sinceramente que está Reitoria venha a pensar na Universidade e não somente em tentar se perpetuar no Poder via CCs, o que é péssimo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      • cid Marcos G. Andrade diz:

        Não, Tiburcios, leia o: Art. 207-As universidades gozam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, e obedecerão ao princípio de indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão.
        Espero tê-lo ajudado a não passar vergonha em público. Leia, estude, raciocine, aprenda!!!!

  5. Comuniade Acadêmica diz:

    O Estado está certíssimo, mas ainda é pouco.
    Falamos de dinheiro publico, e
    Tem servidor que só trabalham se tiver uma gratificação, mal acostumado, outros, nunca, ficam sem receber , e por anos e anos. Valor esse que poderia ser utilizado para outras contratações.
    Rever tudo, é necessário, muitas irregularidades,
    servidores em disfunção, e departamentos com professores além do necessário.
    Isso não é nada, nadinha mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>