Na Kakogawa, mais um cemitério de palmeiras

Avenida Kakogawa

“Coisa horrorosa”, resume leitora que enviou a foto das palmeiras plantadas no canteiro central da avenida Kakogawa, zona norte de Maringá.
Segundo ela, estão mortas, em situação pior até do que as da avenida 19 de Dezembro, cujo canteiro é hoje um cemitério.

Só para lembrar: a administração Pupin/Barros licitou mais de R$ 1 milhão em mudas de palmeiras, depois de exterminar centenas de grevíleas e flamboiãs.

Angelo Rigon


11 pitacos em “Na Kakogawa, mais um cemitério de palmeiras

  1. Não me conformo com esses coqueiros, Maringá vai virar um “forno”, literalmente, será que o gênio que planejou isso pensava que Maringá tinha praia? Onde mais pode combinar uma quantidade tão grande deles? Obs: Dá dó de ver, estão mortos, feios.

  2. Caro Rigon e maringaenses,

    Quando foi visto este mesmo caso do plantio das palmeiras na Avenida 19 de Dezembro, e muitas não prosperaram! Dois agravantes, o baixo astral de ver um projeto sem nenhuma orientação de técnicos em plantio dessas espécies de árvores! E vendo as palmeiras morrem lentamente, “é triste de ver”, segundo, é rasgar o dinheiro do contribuinte!

    Agora ontem coincidentemente passei pela Avenida Kakogawa, e vi, desculpe Rigon, não é porque você postou, mas tive este mesmo sentimento! Assim fiquei pensando será que estas palmeiras vão desenvolver? Tomar que sim!

    Mas conforme a leitora relatou, o visual, parece ser uma obra macabra ‘visual’ (sem exageros).

    Moradores da Zona Norte de Maringá, merece, que o governo municipal resolva a mobilidade, seja Transporte Urbano, Veículos, Motocicletas, Bicicletas, ou mesmo a Pé, de uma vez por todas! Onde usa as Avenidas Kakogawa e Avenida Morangueira como principal acesso para o quadrilátero Central de Maringá.

    Sendo que é a Região Norte, a mais populosa de Maringá! O que acha, “Parceiro” Joba/PV?

    José Fuji.

  3. Gente a cidade está cada dia crescendo. Então e o preço com desenvolvimento.
    É normal elas secar e depois brotar.
    Calor está em todo o lugar. Faz tempo que homem está tirando da natureza

  4. Nossa, que povinho mais sem ter o que fazer, as palmeiras estao sendo plantadas ainda e nao tem nenhuma morta moro na avenida e não vi nenhuma morta ainda.
    Parem de falar asneiras. verifiquem primeiro antes de passar vergonha.

  5. A tal leitora precisa observar melhor antes de criticar.
    Observando de perto, nota-se, que existe uma folhagem verde.
    E os entendidos em árvores deveriam estudar mais antes de saírem soprando aos quatro ventos obque não sabem.

  6. Tinha q plantar sibipuruna ou outra arvore frondosa e que faça sombra, e nao essas palmeiras feias ai. Mas fazer o q ne, competencia nao eh o forte dessa administracao que ja vai tarde

  7. Essa avenida virou também pista de corrida nos finais de semana, autoridades ligadas ao setor (trânsito) precisam fazer alguma coisa para coibir os excessos que estão ocorrendo ali antes que algo lamentável aconteça.

    • Isso é questão de cultura.
      A definição de certo ou errado não deveria partir de uma obrigatoriedade e sim de cada usuário.
      Mas, concordo que para certos ignorantes enquanto não doer no bolso nada será mudado.

  8. O que as pessoas não sabem referentes as árvores de sombras grandes é que suas raízes crescem de acordo com os galhos, ou seja, quanto maior for os galhos para formar sombras grandes maiores serão suas raízes. Isso quer dizer que assim como já vi em várias partes da cidade essas raízes crescem por baixo do asfalto danificando e diminuindo sua vida útil, visto que manutenção preventiva não é uma prática comum em pavimentos.
    A vantagem das palmeiras e outras árvores do mesmo grupo é exatamente a forma da raíz. O bulbo de raízes cresce para baixo e não para os lados.
    Só a título de conhecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>