Como a coisa funciona – ou não

Arvore

Na rua Octavio Perioto, região central da cidade, o retrato do tratamento dado à questão das árvores em Maringá nos últimos anos.

Duas árvores, uma oca por causa de abelha jataí, e outra tomada pelo cupim, aguardam remoção há cerca de 10 anos, com protocolo e tudo na prefeitura. Mas a administração, ao que se sabe sem protocolo no sistema, mandou cortar outras três, localizadas ao lado das árvores doentes.
Duas delas, localizadas na esquina com a rua Santos Dumont, foram cortadas ontem pela manhã. Ambas aparentavam estar saudáveis.

Arvore

Abaixo, como era a quadra da rua em maio deste ano.

arvores

Angelo Rigon


6 pitacos em “Como a coisa funciona – ou não

  1. Otávio Perioto, em vida, foi um atinado defensor do verde. Sua chácara, no final da rua que leva seu nome, que termina na avenida Mauá, era um exemplo de cuidado com a natureza. Havia ali cajamanga, jenipapo, abil de duas qualidades, fruta do conde e a conhecida nona…. mexericas e tangerinas, laranjal, uma plantação generosa de jabuticabeiras, goiabas, mangueiras de tudo o que é tipo, limão, parreiral, maracujá, carambola…… muita coisa boa, sem contar as espécies de jardim. Certamente ele não aprovaria o que a administração Barros-Pupim fez com Maringá, cidade que ele ajudou a nascer e tornar mais verde.

  2. Fiscal da natureza diz:

    E a promotoria do meio ambiente não faz nada? Em Maringa tudo pode? A empresa que matou as arvores, é uma tal de Victoria Garden-pelo menos é o que estava escrito num dos caminhões. Rigon, eu quero saber de quem é empresa Victória Garden ?

  3. tenho uma casa no hermas moraes,e em frente essa casa tem uma arvore,semi morta,em seu tronco em um metro acima da calçada,essa arvore esta cheia de abelhas,com o tronco todo furado,sai abelha por todos lados dessa arvore,ja foi pedido a sua poda[e nada]abelhas jatai,que ataca todos que passam em frente,ja foram,pessoas da prefeitura para tirarem essas abelhas,mas não adianta nada,elas voltam,agora na rua paranagua,tem um comercio que estava fechado,ai o seu proprietario o alugou para comercio de bebidas finas,foi só começarem a reformar o imovel,e pasmem…no outro dia tava la o pessoal da prefeitura cortando os galhos que encobriam a fachada dessa loja.mais pasmem ainda,é que esse imovel é de propriedade de um ex candidato a vereador e cc da prefeitura…uma vergonha

  4. Pessoal, independente da localização, estima-se que 75% da arborização de Maringá precisa de intervenção em forma de mutirão. Uma porcentagem pequena poderá ser mantida em função da idade e espécie, mas a maioria precisa ser substituída por árvores de espécies indicadas para o meio urbano. Está é uma ação urgente e precisa contar com o apoio da população, pois além dos investimentos, gerará alguns transtornos. Mas é inadiável e é + um desafio para nova administração. Nos meus cálculos a madeira gerada, pagará boa parte da despesas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>