Conheça uma típica cena da Maringá dos últimos anos

arvore seca

Na rua Maranhão, próximo ao número 930, há cinco anos o proprietário de um imóvel solicitou o corte de duas árvores, que estavam com problemas.
O que aconteceu? Uma árvore caiu e a outra está seca, esturricada. Nas proximidades existe uma creche, e qualquer hora alguma criança pode se machucar com os galhos secos que costumam cair na rua. Agora, a parte que irrita:

Na mesma via o ex-vereador Zebrão (PHS) adquiriu um lote e começou a construção. Há cerca de uma semana funcionários da Semusp estiveram lá, fazendo o serviço para o imóvel dele, inclusive fazendo a retirada de árvores defronte a nova construção.

arvore seca

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>