Vapt-vupt

Vapt – Municipio da micro-região de Maringá não paga servidores
Vupt – Silvio Barros II e Carlos Roberto Pupin “pedalaram”?

Angelo Rigon


3 pitacos em “Vapt-vupt

  1. Deixam de repassar à previdência
    Jogam a população contra os funcionários
    Fazem obras milionários pra descer disco voador, como no terminal intergalático
    Contraem empréstimos aos montes
    Fazem documentos questionáveis pra safar candidatos com problema de esquecimento
    Liberam recursos públicos após conseguir apoio, como pode ser lido em postagens do dia
    E também existe aqueles que acreditam

  2. É preciso ver se além das pedaladas houve apropriação indébita. Que ocorre quando os governantes e gestores públicos, no papel de fiéis depositários, retém contribuições previdenciárias dos servidores públicos mas não repassam esses recursos aos órgãos e fundos que são os legítimos credores. Agora, se foi a contribuição patronal que a prefeitura deixou de recolher, grave também, o entendimento é outro e é preciso ver se houve o empenhamento da despesa pelo regime de competência e consta do passivo como obrigação ainda não recolhida pela prefeitura. Ou seja, cano nos servidores. O controle interno e externo, se aprovaram essas contas, são coniventes e co-responsáveis…

  3. Gálatas 6
    “… 7 Não vos enganeis: Deus não se permite zombar. Portanto, tudo o que o ser humano semear, isso também colherá!
    8 Pois quem semeia para a sua carne, da carne colherá ruína; mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá a vida eterna. …”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>