Vereador Luizinho Gari:

Fala a verdade, abra o seu coração, foi V. Excia quem escreveu aquela dizendo que sua ex-esposa foi funcionária fantasma do gabinete do deputado Enio Verri? Se não foi, poderia confirmar se é verdade?
Há quem diga que não só ela, mas centenas, talvez milhares de CCs em gabinetes de deputados, tanto estaduais quanto federais, e até de senadores, são meros cabos eleitorais.

Alguns trabalham como tal, outros são pagamento de apoios políticos e para resolver situações como a sua, que naquela momento estava desempregado, salvo engano, e com a perspectiva de se tornar vereador.
Penso que são milhões e milhões, talvez chegue a bilhões de reais o dinheiro público usado deste modo, um verdadeiro assalto aos cofres públicos. Não acha, vereador, que isso precisa mudar? E os seus assessores que custam cerca de R$ 33 mil mensais para os contribuintes, ficam com todo dinheiro? Ou devolvem parte? Sabe de algum caso em que isso aconteça?
Fale, vereador, faça uma delação pública de consciência. Conte todos os podres da política, que soube ou eventualmente participou.Tenho certeza que a a justiça levará em conta. Pelo menos a Divina. Reze, ore, peça perdão. Passe um vassoura em tudo de sujo que o possa estar afetando. Denuncie o deputado Enio Verri, se ele realmente contratou uma funcionária fantasma.
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Começou em jornal aos 14 anos, foi editor-chefe dos três jornais diários de Maringá. Pioneiro em blog político, repórter e apresentador de programa de televisão, apresentador de programa político nas rádios Jornal, Difusora e Banda 1, comentarista das rádios Metropolitana e Guairacá, editor de diversos jornais e revistas, como Umuarama Ilustrado, Correio da Cidade, Expresso Paraná, Maringá M9 e Página 9. Atualmente integra o cast da Jovem Pan Maringá.

6 pitacos em “Vereador Luizinho Gari:

  1. JOSÉ MARCOS BADDINI diz:

    Akino… Se sabe alguma coisa – ou está apenas elucubrando? – revele você.
    O que eu, particularmente, acho difícil, pois nem sua identidade revela.
    Se sabe o que o Luizinho Gari sabe e não quer revelar, revele você, se é que quer continuar atundo em um veículo de comunicação de propriedade de um jornalista sério como é o Rigon.
    Tenho certeza que o Rigon não vai continuar compactuando com a sua hipocrisia.

  2. Hipocrisia

    Busquei nos dicionários o significado a palavra para responder, ao leitor Baddini, em postagem que dirigimos ao Vereador Luizinho Gari, questionando se ele saberia de sua esposa teria sido funcionária fantasma no Gabinete do Deputado Enio Verri, como consta de um bilhete igualmente fantasma. Hipocrisia significa fingimento, falsidade; fingir sentimentos, crenças,virtudes, que na realidade não possui.A palavra deriva do latim e do grego e significava a representação no teatro, dos atores que usavam máscaras, de acordo com o papel que representavam em uma peça.Escreveu o assíduo leitor: Akino… Se sabe alguma coisa – ou está apenas elucubrando? – revele você.O que eu, particularmente, acho difícil, pois nem sua identidade revela.Se sabe o que o Luizinho Gari sabe e não quer revelar, revele você, se é que quer continuar atundo em um veículo de comunicação de propriedade de um jornalista sério como é o Rigon.Tenho certeza que o Rigon não vai continuar compactuando com a sua hipocrisia. Respondo em outra postagem.

  3. Hipocrísia II

    Caro leitor Baddini: Quanto a minha identidade, não seja curioso demais. Sou o Akino Maringá e o você o José Marcos Baddini, certo? Eu não tenho a menor curiosidade em saber o seu CPFe, seu RG, ver sua foto, saber o seu endereço, mas continuo lendo, respeitando suas opiniões, que jamais o considerei um hipócrita.Por que você precisa saber os meus dados? Não se preocupe em me conhecer. Confie no Rigon, se me exceder ele será chamado a responder e eu responderei. Fique tranquilo, o Rigon sabe minha identidade, onde moro, quem sou e acredito que confia em minha, pois se assim não fosse não me concederia o espaço. Sobre o caso de assessores fantasmas, como contribuinte questionei o Luizinho, como direito que quem paga os seus salários e de assessores. Ele é a figura pública e precisa responder. Eu não tenho obrigação de publicar o que eu sei. Aliás, sei e não sei.Só sei que nada sei. E você, saque de alguma coisa? Sabe que hipocrisia de algum político?

    Akino Maringá, colaborador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>