Habeas corpus

Dois dos presos pelo Gaeco, em recente operação contra o desvio de peças e produtos da marca John Deere da concessionária Solomar, em Maringá, ingressaram com habeas corpus perante o Tribunal de Justiça do Paraná. Quando o HC iria ser julgado, pela 3ª Câmara Criminal, porém, a 1ª Vara Criminal indeferiu o pedido de prisão preventiva
formulado pelo Ministério Público e, em razão do vencimento do prazo para a prisão temporária, foi determinada a colocação dos pacientes em liberdade. Solicitaram o habeas corpus Maicon Edilson Benck e Marcelo Luis Schoulten, que através de advogados alegaram constrangimento ilegal e que não há nos autos provas de que tenham conhecimento de qualquer crime existente na aquisição de mercadorias da marca John Deere. A decisão é da última quinta-feira e foi publicada hoje.

Angelo Rigon


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>