Denorex

Um prefeito queria construir uma ponte e chamou três empreiteiros: Um japonês, um norte-americano e um brasileiro. – Faço por US$ 3 milhões – disse o japonês: – Um milhão pela mão-de-obra. – Um milhão pelo material.- E um milhão para meu lucro.- Faço por US$ 6 milhões – propôs o norte-americano: – Dois pela mão-de-obra. – Dois pelo material.- E dois para mim. Mas o serviço é de primeira! – Faço por US$ 9 milhões – disse o brasileiro. – Nove paus? Espantou-se o prefeito. Isso é demais! Por quê? – Três para mim. Três para você.- E três para o japonês fazer a obra.- Negócio fechado! Respondeu o prefeito. (do blog do José Pedrali)
Meu comentário (Akino): Parece piada, mas não é. Dizem que isto acontece com mais frequência do que se pensa, em prefeituras da região. Não é mesmo, *? Não posso dizer o nome. O denorex é lembrança daquela propaganda dos anos 80 (os mais novos nem lembram). O que tem de prefeito denorex por ai, é uma grandeza. Parece que é honesto, mas… Claro que há honrosas exceções.
Akino Maringá, colaborado

Angelo Rigon


2 pitacos em “Denorex

  1. ESTA HISTORIETA É ANTIGA, MAS MUITO ATUAL E É FATO CORRENTE EM MUITAS CIDADES, MAS O DURO É PROVAR. UMA PREFEITA, CUJO MARIDO FOI PREFEITO TAMBÉM, LEVAVA 50% EM CADA OBRA, UM EMPREITEIRO DE OBRAS PÚBLICAS FOI QUEM ME CONTOU

  2. Isso deve ter acontecido nas obras para os jogos panamericanos no Rio de Janeiro,o lula disse que as obras ficariam em 400 milhôes e terminaram em 4 billões,só um aumentinho de 1000%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>