Crianças, brincadeiras e espaços urbanos

Pesquisas mostram que crianças de diferentes classes sociais brincam em espaços urbanos diferenciados. As crianças de bairros pobres brincam nas ruas, calçadas, praças e terrenos baldios. As crianças de bairros ricos não ocupam esses espaços; elas são encontradas em suas casas ou em outros lugares fechados e institucionalizados; dificilmente brincam comunitariamente. Essas conclusões contribuem para que eu reforce a defesa da ampliação do número de espaços públicos para lazer, esporte e cultura em todos os bairros da cidade, inclusive naqueles que são habitados pela elite. Assim, todas as crianças poderiam brincar de forma mais saudável.
Ivana Veraldo

Angelo Rigon


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>